Notícias | Dia a dia | US Open
Keys credita bom desempenho ao controle emocional
06/09/2018 às 11h24

Keys derrubou Suárez nas quartas de final e enfrentará Osaka na semi em duelo que fechará a quinta-feira em NY

Foto: Garrett Ellwood/USTA

Nova York (EUA) - Atual vice-campeã do US Open, a norte-americana Madison Keys vem repetindo a boa campanha na competição e nesta quinta-feira enfrentará a japonesa Naomi Osaka pela vaga mais uma vez na final. Para a atleta da casa, o que tem lhe rendido um firme desempenho em Flushing Meadows é a concentração e a capacidade mental.

“Acho que estou fazendo tudo o que posso para conseguir ir longe nos Slam. Tenho me sentido mais confortável nesses grandes momentos e em partidas como a desta noite Consegui controlar muito melhor minhas emoções uma vez que entendi que preciso trabalhar junto com elas e não simplesmente afastá-las de mim”, falou a atual número 14 do mundo.

“É uma questão de abraçar o momento e tentar apenas lembrar de realmente me divertir e aproveitar a experiência em quadra. Este ano sinto que tenho sido muito mais sólida mentalmente nos momentos difíceis, mantendo a calma”, observou a norte-americana.

Keys tentará agora manter o foco e a invencibilidade contra Osaka, que foi superada pela norte-americana nas três vezes que se cruzara, uma delas no próprio US Open, em 2016. “Ela está vivendo um grande ano, tivemos alguns duelos equilibrados e por isso sei que será um jogo duro”, analisou a tenista de 23 anos, que também elogiou sua vítima nas quartas, a espanhola Carla Suárez.

“Ela fez um ótimo trabalho, especialmente hoje, segurando firme da linha de base e mudando a direção das bolas. Sabia que precisava jogar bem, pois ela é uma grande defensora e por isso tinha que ficar calma e esperar minhas oportunidades”, declarou Keys.

Comentários