Notícias | Dia a dia | US Open
Norte-americanos frustram Melo e levam o US Open
07/09/2018 às 14h36

Melo e Kubot não conseguiram uma quebra sequer na final e acabaram perdendo o saque quatro vezes para Sock e Bryan

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Não foi desta vez que o mineiro Marcelo Melo conseguiu comemorar seu primeiro título de US Open e o terceiro de Grand Slam. Na final de duplas desta sexta-feira, ele e o polonês Lukasz Kubot perderam para os norte-americanos Jack Sock e Mike Bryan em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/1, após 1h16 de jogo.

Campeão de Wimbledon no ano passado, ao lado de Kubot, e de Roland Garros em 2015, junto do croata Ivan Dodig, Melo acabou com o vice em sua primeira final da carreira em Flushing Meadows. O mineiro também tem uma outra derrota deste porte em decisões, em 2013, na grama do All England Club, novamente com Dodig.

Número 1 do ranking de duplas aos 40 anos, Mike levou seu 18º título de Slam e o segundo sem a presença do canhoto Bob, seu irmão gêmeo, que se recupera de uma lesão no quadril. O destro dos irmãos Bryan ergueu neste ano, também ao lado de Sock, a taça de Wimbledon. No US Open, o veterano norte-americano acumula conquistas nos anos de 2005, 2008, 2010, 2012 e 2014.

O vice em Nova York fará a parceria mineiro-polonesa ganhar uma colocação na corrida da temporada e entrar na zona de classificação para o ATP Finals. Eles são agora os oitavos que mais somaram pontos no ano. No ranking individual de duplas, Kubot ganhará oito lugares e será o quinto melhor do mundo, ao passo que Melo terá ascensão similar e ficara na sexta posição.

Do outro lado, Mike ampliará sua vantagem na ponta do ranking e terá agora como perseguidor mais próximo justamente o atual parceiro Sock, que assumirá o posto de número 2 do mundo nas duplas, sua melhor colocação da carreira. Juntos, os dois norte-americanos são a quarta-parceira que mais somou na temporada, sendo que a terceira é justamente formada pelos irmãos Bryan.

A final desta sexta-feira foi equilibrada por apenas meio set. Depois do 3/3 no primeiro, a dupla da casa deslanchou e venceu sete games seguidos, fechando a primeira parcial e abrindo confortável vantagem de 4/0 na segunda. Eles ainda anotaram mais uma quebra antes do fim para sacramentar a vitória.

Comentários