Notícias | Dia a dia
Bellucci: 'É bom saber ganhar quando se joga mal'
07/09/2018 às 22h32

Thomaz Bellucci faz seu sexto duelo diante do agressivo alemão Dustin Brown

Foto: Arquivo

Gênova (Itália) - Finalmente, Thomaz Bellucci engrenou uma série de vitórias em sua dura temporada 2018. O ex-21º do ranking está na semifinal do challenger de 127 mil euros sobre o saibro italiano depois de superar o chileno Christian Garin, por 7/6 (7-5) 6/4.

Seu adversário neste sábado será o acrobático Dustin Brown, alemão que ocupa no momento o 227º posto do ranking e que lutou muito para superar o tcheco Lukas Rosol em três sets, com parciais de 3/6, 6/4 e 7/6 (7-5). É o melhor resultado do brasileiro no circuito desde abril do ano passado.

"Fiz um jogo bom hoje. Ainda estou bem longe do meu melhor tênis, mas é importante saber ganhar não jogando tão bem e é uma das coisas que eu venho fazendo de melhor nesta semana", analisou Bellulcci. "Estou lutando do primeiro até o último ponto e mentalmente estável, me saindo de momentos difíceis nas partidas e conseguindo tirar o meu melhor nas horas duras. Isso está sendo a chave das vitórias desta semana".

Ele liderou o primeiro set, mas permitiu reação do chileno e só conseguiu confirmar a vantagem no tiebreak. "Acabei perdendo várias chances de fechar o primeiro set e, quando precisei no tiebreak de um ponto bom, eu dei um ace. Fechei com ace também o segundo set, então estou sabendo lidar com as circunstâncias difíceis e jogando bem quando preciso."

Bellucci ocupa apenas o 311º posto do ranking e a campanha o fará recuperar importantes posições. "Brown dá pouco ritmo de jogo. Ele faz coisas diferentes na quadra, muda muito o jogo. Tenho que ficar bem atento, sem dar muito espaço e ser constante". Bellucci ganhou dois dos cinco duelos contra o alemão, porém em ambos contou com desistência do adversário.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis