Notícias | Dia a dia | US Open
'Foi muito difícil continuar em quadra', diz Nadal
07/09/2018 às 23h27

Nadal abandonou a semifinal contra Del Potro após o 2º set

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Eliminado na semifinal do US Open depois de abandonar a partida contra Juan Martin del Potro por lesão no joelho direito, Rafael Nadal saiu de quadra frustrado por não conseguir continuar em quadra, mas ciente de que seria muito difícil se manter competitivo. Com dores que minaram seu desempenho, o espanhol reconhece que a desistência era a opção mais prudente.

"Eu odeio abandonar um jogo, mas continuar em quadra seria demais para mim", disse Nadal, que deixou a disputa depois de perder os dois primeiros sets por 7/6 (7-3) e 6/2. "Eu tive alguns problemas durante o torneio. Hoje, no 2/2 do primeiro set, senti novamente. Falei ao meu box imediatamente que havia sentido algo no joelho. Depois disso, eu estava apenas tentando ver se poderia melhorar durante a partida, mas não era o dia".

"Eu esperei o máximo que pude. Vocês podem imaginar o quanto foi difícil para mim sair antes do final da partida. Mas em algum momento você tem que tomar uma decisão. Foi muito difícil para mim continuar jogando daquela forma, com muita dor. Não foi uma partida de tênis. Tinha apenas um jogador jogando, e o outro ficando do outro lado".

Nadal tem um histórico de lesões nos joelhos, mas não estabelece uma comparação com casos anteriores. "Eu não posso comparar o joelho com os outros tempos porque a dor é sempre muito semelhante quando eu tenho isso. O problema é que dessa vez foi algo um pouco mais agressivo porque eu senti em um movimento. Não foi algo progressivo. Então não sei o que pode acontecer em alguns dias ou em algumas semanas".

Apesar do revés, Nadal mantém a confiança para a sequência da temporada e da carreira. "Sei que é um momento difícil, mas vou continuar trabalhando duro para ter essas oportunidades. Estou jogando bem, aproveitando meu tempo em quadra e sigo muito competitivo aos 32 anos de idade. Estou aqui lutando por títulos e lutando pela primeira posição do ranking ATP".

Tricampeão do US Open, o espanhol não conseguiu defender o título em Nova York. Ainda assim, permanecerá na liderança do ranking. "O ano passado foi fantástico, e este também está sendo. Perdi apenas quatro partidas, em duas delas eu tive que me retirar. A coisa negativa é que essas duas foram nas quartas de final e na semifinal de um Grand Slam. Isso é frustrante".

Superado por Del Potro, que passou por quatro cirurgias nos punhos -três no esquerdo e uma no direito- entre suas duas finais de US Open, Nadal falou sobre a difícil trajetória do argentino. "Ele é um jogador que passou por muitos problemas durante sua carreira, como eu também. Eu sei o quão difícil é, sei quanta frustração pode ter quando não pode fazer aquilo que quer fazer. Estou feliz por ele poder voltar ao seu nível mais alto. Desejo tudo de bom para ele. Para ele, será enorme se ele conseguir ganhar um Grand Slam novamente".

Comentários