Notícias | Dia a dia
Federer e Djokovic garantem vagas para o Finals
08/09/2018 às 10h34

Com seis títulos conquistados desde 2003, Federer estará no ATP Finals pela 16ª vez na carreira

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) — O suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic se juntaram ao espanhol Rafael Nadal e garantiram pontos suficientes para disputar o ATP Finals de Londres, torneio que desde 1970 encerra a temporada masculina como um tira-teima entre os oito jogadores mais bem classificados do ranking. Caso seja campeão neste domingo em Nova York, o argentino Juan Martin del Potro também estará garantido no torneio que acontece entre 11 e 18 de novembro.

Federer e Djokovic são dois dos tenistas de maior sucesso no Finals. O suíço, que já conquistou seis vezes o Finals desde 2003, estará na competição pelo 16º ano, tendo disputado seguidamente entre 2002 e 2015 mas ficou de foram em 2016 devido à contusão no joelho. Mesmo ainda sem ter a pontuação considerada ideal pela ATP, Federer tem o benefício da regra que garante vaga aos campeões de Grand Slam que terminem a temporada no top 20.

Cinco vezes campeão do Finals, Djokovic garantiu a vaga pela 11ª vez ao atingir nesta sexta-feira a final do US Open. Ele conquistou título em 2008 e seguidamente entre 2012 e 2105, mas não pôde competir no ano passado devido à contusão no cotovelo. Em 2016, fez uma final histórica contra Andy Murray que definiu também a liderança do ranking.

Djokovic recuperou sua melhor forma em 2018, após um período de incertezas devido ao problema no braço, e começou sua reação com as semifinais no saibro de Roma e Paris. Foi então à final de Queen's e reconquistou em seguida Wimbledon. Há quatro semanas, se tornou o único jogador com troféus em todos os Masters ao derrotar Federer na decisão de Cincinnati.

Federer por seu lado reconquistou o Australian Open em janeiro, chegando ao histórico 20º título de Grand Slam, e semanas depois voltou a figurar como número 1 do ranking, 14 anos depois da primeira ascensão e na condição de mais velho líder da ATP, então com 36 anos.

Del Potro está muito perto da vaga. Ele não joga o Finals desde 2013. A disputa continua aberta para o alemão Alexander Zverev, o croata Marin Cilic, o sul-africano Kevin Anderson e o austríaco Dominic Thiem, que estão entre os oito mais bem pontuados do momento. Mais atrás, aparecem John Isner, Kei Nishikori, Fabio Fognini e David Goffin.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis