Notícias | Dia a dia | US Open
Djokovic domina Del Potro e chega ao 14º Slam
09/09/2018 às 20h38

Nova York (EUA) - Assim como fez em boa parte de sua campanha no US Open, o sérvio Novak Djokovic mais uma vez mostrou um tênis firme e consistente na final deste domingo, em que deu apenas algumas poucas aberturas ao argentino Juan Martin del Potro, que aproveitou suas chances e acabou caindo em sets diretos, com o placar final de 6/3, 7/6 (7-4) e 6/3, após 3h18 de confronto.

Disputando sua oitava final em Flushing Meadows e a 23º de Grand Slam da carreira, o sérvio de 31 anos chega ao terceiro título na competição, empatou com Rafael Nadal e Ivan Lendl e está atrás apenas dos quatro de John McEnroe e dos cinco de Roger Federer, Jimmy Connors e Pete Sampras. Deste último, ‘Nole’ igualou a marca de 14 conquistas nos quatro principais torneios da temporada.

Empatado com Sampras na terceira colocação entre os maiores campeões de Slam da história, Djokovic está a três conquistas de igualar as 17 de Nadal e a mais três das 20 de Federer, que por enquanto é o recordista de títulos deste porte entre os homens.

Com a taça levantada em Nova York, o sérvio levará para casa um cheque de US$ 3,8 milhões. O agora tricampeão do US Open amplia a marca em finais recentes nos quatro principais eventos do circuito, vencendo seis das últimas sétimas decisões que jogou. Ele também se tornou o oitavo tenista a vencer pelo menos dois Slam depois de completar 30 anos.

Vindo de uma sequência de 13 sets vencidos na competição, não perdendo uma parcial desde que foi superado no tiebreak do terceiro set contra o norte-americano Tennys Sandgren na segunda rodada, Djokovic manteve o embalo contra Del Potro e levou o primeiro set da final graças a uma solitária chance de quebra convertida no penúltimo game.

O sérvio pareceu estar se aproximando a passos largos da conquista ao abrir 3/1 na segunda parcial, mas então sofreu uma queda de rendimento e permitiu que o rival se recuperasse. Del Potro devolveu o break de desvantagem no sexto game e no oitavo perdeu três grandes chances de fazer 5/3 e sacar para o segundo set, mas foi Djokovic que levou a melhor neste duríssimo game de quase 20 minutos.

Sem novas chances de quebra, a definição foi para o tiebreak, em que Nole perdeu dois saques, mas do outro lado Delpo perdeu três e com isso o set. O equilíbrio permaneceu na terceira parcial, em que o sérvio anotou uma primeira quebra, perdeu a vantagem em seguida, mas voltou a bater o saque do argentino para assim selar a vitória.

Comentários