Notícias | Dia a dia
Segundo da temporada, Djokovic já mira o número 1
10/09/2018 às 08h44

Djokovic tem boas chances na temporada asiática

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Campeão do US Open no último domingo, o sérvio Novak Djokovic vem em franca ascensão no ranking nestes últimos meses, em que conquistou também os títulos de Wimbledon e do Masters 1000 de Cincinnati. Estas três taças levaram o tenista de Belgrado à vice-liderança na corrida da temporada, atrás apenas do espanhol Rafael Nadal.

Com seus 6.445 pontos somados na temporada, ‘Nole’ fica a praticamente 1.000 pontos do canhoto de Mallorca e tem grandes chances de alcançá-lo até o fim do ano, já que Nadal sofreu uma ruptura no tendão da rótula, que o obrigou a desistir no meio das semifinais do US Open. Ele já anunciou que não irá ao ATP 500 de Pequim e é dúvida para o Masters 1000 de Xangai.

Embora esteja muito bem na corrida da temporada, o sérvio é ainda o terceiro colocado no ranking das 52 semanas, com 2.315 pontos de desvantagem para Nadal e por isso ele precisará espera um pouco mais para destronar o espanhol. Djokovic poderá voltar à liderança ou pelo menos se aproximar bastante dela depois da série de torneios na Ásia.

Sem ter ponto algum para defender até o fim do ano, Djoko verá o atual número 1 do mundo defender 1.100 na perna asiática da temporada, sendo que fatalmente perderá os 500 pelo título em Pequim e ainda corre o risco dos 600 que tem em Xangai, onde foi vice-campeão no ano passado.

Ainda segundo do ranking, o suíço Roger Federer caiu para a quarta colocação na corrida da temporada, sendo ultrapassado também pelo argentino Juan Martin del Potro. Por isso, o dono de 20 títulos de Grand Slam corre bem por fora na disputa pelo número 1. Dos mais bem colocados no ranking ele é o que defende mais pontos até o fim do ano, são 2.100 pelos títulos em Xangai e na Basileia e pela semi no ATP Finals.

Vivendo bom momento, Del Potro é outro que está na disputa. Atual número 4 do mundo e terceiro na corrida, o argentino tem tudo para se dar bem nos próximos torneios, já que a chegada do piso sintético e dos eventos indoor no finalzinho do ano beneficiam seu estilo de jogo.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis