Notícias | Dia a dia
Kimiko: 'Osaka pode ser a primeira japonesa nº 1'
11/09/2018 às 11h57

Osaka tornou-se a primeira japonesa campeã de Slam ao derrotar Serena Williams na final do US Open

Foto: Divulgação

Tóquio (Japão) - Tenista japonesa de maior sucesso no circuito até o surgimento de Naomi Osaka, a ex-top 5 Kimiko Date-Krumm enalteceu a compatriota campeã do US Open no último sábado, dando ao país o primeiro título de Grand Slam. A nipônica de 47 anos se mostrou empolgada com o desempenho da conterrânea e acredita que ela possa liderar o ranking no futuro.

“Jogar daquela forma em sua primeira final de Grand Slam é algo incrível. Ela se manteve calma do primeiro ao último ponto e isso não é fácil. Se continuar evoluindo como jogadora da maneira com que tem feito nos últimos tempos e seguir motivada, pode ser a primeira japonesa a se tornar número 1 do mundo”, disse Kimiko

A veterana japonesa também fez um breve comentário sobre a final e lamentou todo o ocorrido, principalmente porque Osaka não teve oportunidade de desfrutar da conquista. “Foi uma pena. Pensar que ela não conseguiu aproveitar a vitória e vendo o seu choro foi algo que me partiu o coração”, falou a dona de oito títulos de WTA.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis