Notícias | Dia a dia
Depois de superar depressão, Marino volta a vencer
11/09/2018 às 16h59

Canadense passou cinco anos sem jogar e não vencia na WTA desde 2011

Foto: Divulgação

Québec (Canadá) - Em seu primeiro jogo pela elite do circuito desde fevereiro de 2013, Rebecca Marino estreou com vitória no WTA de Québec. Convidada para o torneio canadense em quadras de carpete, a jogadora de 27 anos venceu nesta terça-feira a alemã Tatjana Maria, 62ª do ranking, por duplo 6/2 em apenas 1h09 de partida.

Marino foi 38 do mundo em 2011, ano em que chegou a final do WTA de Memphis, e atualmente ocupa o 264º lugar do ranking mundial. A vitória em Québec rende 30 pontos no ranking e faz com que ela suba para a 237ª posição. Caso vença seu próximo jogo, contra a 142ª colocada espanhola Georgina Garcia Perez, a anfitriã fará 60 pontos e saltará para o grupo das 220 melhores do mundo.

A canadense ficou sete meses sem jogar em 2012 e anunciou a aposentadoria do circuito em fevereiro do ano seguinte quando sofria com a depressão. Na época, uma das razões que a motivou parar de jogar era o excesso de mensagens ofensivas e abusivas que recebia nas redes sociais.

A volta às quadras só aconteceria em fevereiro desde ano, em torneios ITF de US$ 15 mil, eventos que oferecem mínima pontuação e premiação no circuito profissional feminino. Logo nas três primeiras semanas, ela conqusitou três títulos seguidos em Antalya, na Turquia. Já no mês de julho, venceu um ITF de US$ 25 mil em Winnipeg, no Canadá. Ela também foi finalista de um ITF de US$ 25 mil em Osaka, no Japão, em abril.

"É a minha primeira vitória [no nível WTA] que tive nesse retorno. Isso é algo especial e indica todo o trabalho duro que tenho feito recentemente", disse Marino após a partida desta terça-feira. "Eu tinha 20 ou 21 anos quando estava no meu ranking mais alto, e muito tempo se passou. Não é realmente justo tentar me comparar com aquela época. Encaro esse momento como minha carreira 2.0, apenas aproveitando o processo e tentando competir o máximo que posso".

"Eu sabia que Maria tem um estilo de jogo nada ortodoxo, com muitos slices, e isso poderia ser muito bom para ela", avaliou a canadense, que marcou uma tranquila vitória. "Ela joga bem na grama, ganhou um título na grama recentemente, que seria semelhante a essa superfície em termos de velocidade. Então, eu estava apenas tentando aproveitar todas as oportunidades e estou muito satisfeita com meu desempenho de hoje".

A última partida que Marino havia disputado em um WTA foi em fevereiro de 2013, quando parou ainda no quali em Memphis. No mês anterior, ela havia perdido na estreia do Australian Open. Já a vitória mais recente em uma competição pela elite do circuito havia acontecido em outubro de 2011, quando derrotou a russa Anastasia Pavlyuchenkova nas quadras duras e cobertas de Luxemburgo.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis