Notícias | Dia a dia
Toni diz que lesões tiraram Delpo de briga pelo nº 1
14/09/2018 às 14h33

Del Potro tem como melhor ranking a 3ª posição

Foto: Divulgação

Madri (Espanha) - Vice-campeão do US Open deste ano, o argentino Juan Martin del Potro foi um dos poucos jogadores que nos últimos anos conseguiu quebrar do domínio do ‘Big 3’ formado pelo suíço Roger Federer, pelo espanhol Rafael Nadal e pelo sérvio Novak Djokovic e vencer um Grand Slam, levantando a taça em Nova York nove anos atrás.

Para Toni Nadal, tio e ex-técnico do atual número 1 do mundo, o argentino só não incomodou mais e brigou pela liderança do ranking por causa da série de lesões que teve na carreira, precisando operar os dois punhos. “As lesões não permitiram que Del Potro brigasse pelo número 1”, afirmou o treinador em coluna no jornal El País.

“A primeira vez que vi Juan Martin del Potro jogando foi na primeira ou segunda aparição do meu sobrinho Roland Garros. O argentino estava na chave juvenil e alguém sugeriu que treinássemos com ele. Quando terminamos a sessão, Rafael e eu concordamos que ele seria um dos melhores do mundo em pouco tempo”, lembrou Toni.

“Apesar de ser muito jovem e com grande espaço para melhorias, ele não tinha, por exemplo, um bom saque apesar de sua estatura, vimos uma coisa que os melhores tenistas têm em comum: foi difícil acertar bolas vencedoras contra ele, que por usa vez tinha habilidade para conseguir isso”, complementou o tio de Nadal.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis