Notícias | Copa Davis
Argentina e Canadá abrem 2 a 0 na repescagem
14/09/2018 às 23h10

Guido Pella venceu duelo de cinco sets para ampliar vantagem argentina

Foto: Divulgação

San Juan (Argentina) - A Argentina largou em vantagem no primeiro dia do duelo sul-americano contra a Colômbia pela repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis. Anfitriões em San Juan, os argentinos venceram os dois jogos disputados nesta sexta-feira em quadra de saibro e em estádio coberto.

O número 14 do mundo Diego Schwartzman confirmou seu melhor momento no circuito e abriu a série vencendo o veterano Santiago Giraldo, ex-top 30 e o atual 410º colocado no ranking aos 30 anos, por 6/3, 6/1, 6/7 (3-7) e 6/1. Aos 26 anos, Schwartzman marcou sua quarta vitória em sete jogos de simples na Davis.

A vantagem argentina aumentou depois que o canhoto Guido Pella, 62º do mundo, venceu uma partida de cinco sets e 3h51 contra o 209º do ranking Daniel Galan por 3/6, 6/4, 4/6, 6/3 e 6/2. Pella, que tem 28 anos, agora acumula quatro vitórias e cinco derrotas pela competição.

Já sobre a quadra dura coberta de Toronto, o Canadá também abriu larga vantagem sobre a Holanda, mas o segundo jogo foi dramático. Milos Raonic não teve trabalho para vencer Thiemo de Bakker, por 6/3, 6/2 e 6/2, e aí Dennis Shapovalov reagiu após perder os dois primeiros sets para Robin Haase, além de desvantagem de 1/3 no quinto set, para concluir o placar de 3/6, 3/6, 7/5, 6/3 e 6/4.

Os argentinos tentam definir o confronto já no terceiro jogo da série. A partida de duplas dos anfitriões Maximo Gonzalez e Horacio Zeballos contra os visitantes Alejandro Gomez e Cristian Rodriguez começa ao meio-dia (de Brasília) deste sábado. A dupla em Toronto promete maior equilíbrio: Daniel Nestor e Vasek Pospisil encaram Jean Rojer e Matwe Middlekoop.

Os dois resultados são importantes para o Brasil, que pode garantir vaga no qualificatório de fevereiro da nova Copa Davis através de seu atual ranking entre os países americanos.

O qualificatório será composto pelos quatro países quadrifinalistas deste ano (Bélgica, Alemanha, Itália e Cazaquistão) e os oito vencedores da repescagem deste fim de semana. Esses 12 países serão cabeças de chave. Os outros 12 participantes serão os 6 europeus, 3 asiáticos e 3 americanos com melhor ranking na Davis após a rodada deste fim de semana. Esse quali de fevereiro, que dará 12 vagas na fase final da Davis em novembro, será no atual sistema de sedes alternadas.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series