Notícias | Dia a dia
Canadá avança na Davis e pode beneficiar o Brasil
16/09/2018 às 17h49

Raonic marcou sua 16ª vitória na Davis e fica perto de recorde nacional

Foto: Divulgação

Toronto (Canadá) - No último confronto válido pelos playoffs do Grupo Mundial da Davis, o Canadá definiu a série contra a Holanda no quarto jogo disputado em quadra dura e coberta em Toronto. O número 20 do mundo Milos Raonic foi o responsável pela vitória do time da casa ao superar o 224º colocado Scott Griekspoor por 7/6 (7-4), 6/3 e 6/4 em 2h23 de partida.

Aos 27 anos, Raonic marcou sua 16ª vitória em 21 jogos de simples pela Copa Davis. Com isso, ele já ultrapassou as 15 vitórias de Daniel Nestor e Frank Dancevic e precisa vencer apenas mais um jogo pela competição para igualar o recorde nacional que pertence a Sébastien Lareau.

Duas vezes semifinalista da Copa Davis, em 1913 e 2013, o Canadá será um dos doze cabeças de chave na fase classificatória mundial da Davis em fevereiro do ano que vem. Entre os doze favoritos de uma fase com 24 seleções, os canadenses se juntam aos quatro países superados nas quartas de final deste ano (Bélgica, Alemanha, Itália e Cazaquistão) e aos sete demais vencedores da repescagem deste fim de semana (Argentina, Grã Bretanha, Áustria, Suécia, Sérvia, República Tcheca e Japão).

As outras doze vagas na fase classificatória terão como base o ranking de nações da Davis e serão distribuídas a seis países europeus, três asiáticos e mais três das Américas. Por esse critério, o Brasil pode ser beneficiado. Atualmente na 24ª posição no ranking da Davis, o Brasil está em quinto lugar entre os países americanos, mas Argentina, Estados Unidos e Canadá já estão garantidos na seletiva mundial. Depois destes, apenas a 17ª colocada Colômbia aparece à frente do Brasil entre os países do continente no ranking divulgado em 9 de abril. Uma nova atualização do ranking será divulgada na segunda-feira.

Os doze confrontos pela fase classificatória serão disputados nas sedes dos países. Vencedores irão se classificar para a fase final da Davis, que acontece em novembro com sede única. Já estão classificados para a fase final os quatro semifinalistas de 2018 (França, Espanha, Croácia e Estados Unidos). Outros dois países serão convidados pela ITF para compor um quadro com 18 seleções em seis grupos de três.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis