Notícias | Dia a dia
Marido de Serena dispara contra matéria do NY Times
17/09/2018 às 14h07

Nova York (EUA) - Depois de toda a polêmica envolvendo a norte-americana Serena Williams e o juiz português Carlos Ramos na final do US Open, com a ex-número 1 do mundo acusando o árbitro de sexismo por ter lhe dado primeiro um aviso por instrução do técnico, depois ter lhe tirado um ponto por quebrar uma raquete e por fim fazê-la perder um game inteiro por insultos, o New York Times publicou um levantamento comparando mulheres e homens.

A reportagem do jornal norte-americano mostrou que numericamente os homens levem bem mais advertências do que as mulheres nos Grand Slam. Ao todo foram 1.517 os jogadores advertidos contra apenas 535 jogadoras. Curiosamente, a única estatística que as mulheres superam os homens é na questão de instrução do técnico, justamente o que iniciou toda a discussão entre Serena e o juiz na decisão.

Quem não gostou nada da abordagem dada aos números foi o marido de Serena, Alexis Ohanian, que usou as redes sociais para disparar contra a matéria do NY Times. “O argumento (que Serena defende) é que as mulheres são punidas mais vezes ‘por incidente’ do que os homens. Os dados mostram apenas os valores totais”, disse ele cobrando um melhor uso dos números do repórter.

Veja os números de advertências em Grand Slam entre 1998 e 2018:

Abuso de raquete: 646 (homens ♂) / 99 (mulheres ♀)
Obscenidade audível: 344 (♂) / 140 (♀)
Abuso de bola: 49 (♂) / 35 (♀)
Falta de competitividade: 2 (♂) / 0 (♀)
Instrução do técnico: 87 (♂) / 152 (♀)
Desclassificação: 2 (♂) / 0 (♀)
Conduta antidesportiva: 287 (♂) / 67 (♀)
Abuso verbal: 62 (♂) / 16 (♀)
Obscenidade visível: 20 (♂) / 11 (♀)
Violação do tempo: 7 (♂) / 3 (♀)

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis