Notícias | Dia a dia
Wild leva 1º convite para o challenger de Campinas
18/09/2018 às 14h56

Paranaense de 18 anos tenta aproveitar bom momento

Foto: Arquivo

Campinas (SP) - Embalado pela recente conquista da chave juvenil do US Open, Thiago Wild foi contemplado nesta terça-feira com o primeiro convite para a chave principal do challenger de Campinas. Desta forma, o paranaense de 18 anos é o quinto brasileiro confirmado no terceiro maior torneio de tênis do país, ao lado de Thiago Monteiro, Rogério Dutra Silva, Guilherme Clezar e Thomaz Bellucci.

“Muito feliz com esse convite, agradeço ao Instituto Sports pela oportunidade neste grande evento. Conquistei o US Open juvenil e agora venho com uma ótima confiança, mas o circuito juvenil se encerrou e o profissional é diferente”, disse Wild, atleta da equipe Tennis Route, do Rio de Janeiro, que ocupa a oitava colocação no ranking júnior da ITF e entre os profissionais é o 459º na ATP.

Embora seja jovem e esteja competindo somente pela terceira vez na chave principal de um torneio ATP Challenger, Wild demonstra confiar plenamente no seu potencial. “Acredito ter tênis para jogar de igual para igual contra qualquer um da chave, mesmo ela estando bem forte. O que pesa a favor deles é a experiência”, afirma o paranaense.

“Ainda estou me acostumando a jogar challengers e esta será uma grande oportunidade”, complementa Wild. O saibro campineiro terá o uruguaio Pablo Cuevas e o argentino Federico Delbonis como os dois principais cabeças de chave da competição.

Os bons resultados de Wild, em 2018, começaram em São José do Rio Preto (SP), onde o tenista, em evento da série ITF Future, realizado pelo Instituto Sports, conquistou o título da primeira etapa do Circuito Internacional de Tênis.

“A conquista do US Open no juvenil, o título profissional em Rio Preto e outros bons jogos deste ano são credenciais incontestáveis para que o Thiago possa receber esta chance de testar seu talento e competir em altíssimo nível contra grandes nomes do circuito mundial”, explica Danilo Marcelino, diretor do torneio.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis