Notícias | Dia a dia
Felipe Alves leva segundo convite para Campinas
20/09/2018 às 15h31

Alves é o sexto nome brasileiro confirmado na chave

Foto: João Pires/Fotojump

Campinas (SP) - A cidade de Campinas terá o seu representante local na disputa da oitava edição do challenger local. Felipe Alves, 20 anos, é o segundo tenista premiado pela organização para jogar a chave principal do terceiro maior evento de tênis do País, que acontece na Sociedade Hípica, entre 29 de setembro e 7 outubro, e reunirá destaques internacionais, como o uruguaio Pablo Cuevas e o argentino Federico Delbonis, além do top 4 brasileiro, formado por Thiago Monteiro, Rogério Dutra Silva, Guilherme Clezar e Thomaz Bellucci.

Alves celebra a oportunidade de jogar o challenger de Campinas após sete meses longe de casa, desde que passou a treinar na Espanha. “Será especial jogar diante de todo mundo que vem me acompanhando desde o início da carreira. A sensação é boa, bate um friozinho na barriga, já que estou longe de casa desde o início do ano. Agradeço ao Instituto Sports pela chance, podem ter certeza que darei o meu máximo para fazer esta oportunidade valer a pena", disse o tenista, treinado pelo brasileiro Léo Azevedo na BTT (Barcelona Total Tennis).

A mudança para a cidade de Barcelona tem sido desafiadora e com resultados positivos. “Foi um processo difícil no começo, como treinar, conciliar a distância da família e me acostumar com o treino. O dia a dia é diferente, vivo em uma casa com outros meninos, mas é uma vida mais solitária. Ao mesmo tempo, estou muito feliz, tem sido uma experiência muito boa, venho evoluindo no lado mental, que era o que me custava mais, além do aspecto físico e técnico. É um processo de amadurecimento e percebi que é isso o que eu quero para a minha vida, comecei o ano como número 1000 do ranking e agora estou em 600, mas ainda há muito o que fazer pela frente”, comenta o 630º na ATP.

Nesta temporada, Alves conquistou no Egito o seu primeiro título no profissional, desbancando Orlando Luz, seu adversário na decisão e parceiro de treinos. O campineiro ainda faturou dois campeonatos nas duplas, em Portugal e outra vez no Egito. “O Felipe vem subindo degraus importantes na carreira, foi para a Europa e com certeza vai colher bons frutos desta escolha. Esta é a chance dele jogar em casa, ter apoio massivo da torcida de Campinas e mostrar o seu potencial em evolução”, explica Danilo Marcelino, diretor do torneio.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis