Notícias | Dia a dia
Piqué propõe torneio de US$ 10 milhões ao campeão
20/09/2018 às 19h38

Pique o presidente da ITF David Haggerty formalizaram recentemente as mudanças na Davis

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - O fundo de investimentos Kosmos, responsável por uma injeção de US$ 3 bilhões no projeto de reestrutração da Copa Davis, pode ter uma nova inserção no calendário do tênis mundial. Segundo o jornal britânico Telegraph, o grupo comandado pelo jogador de futebol Gerard Pique estuda a criação de um torneio individual chamado Majesty Cup.

A nova competição teria 64 jogadores e funcionamento parecido com o dos Masters 1000, com uma mudança significativa. Diferente do que acontece no circuito do ATP, que respeita as regras da entidade para a distribuição da premição, o montante de US$ 10 milhões seria destinado exclusivamente ao campeão, enquanto os outros 63 atletas da chave não receberiam premiação em dinheiro, independentemente da campanha que fizerem.

O momento do circuito masculino passa por uma série de modificações. O novo formato da Davis já foi aprovado para 2019 e terá uma fase classificatória mundial com 24 seleções em fevereiro, com os doze classificados se juntando aos quatro semifinalistas deste ano e dois países convidados para uma fase final com dezoito seleções, a ser disputada em novembro.

A ITF e o grupo Kosmos estudam mudar a data da fase final Davis em 2020 e levar a competição para o mês de setembro. Caso isso se concretize, haverá um conflito com outra competição recém-criada. A Laver Cup, que envolve os Times Europa e Mundo, terá sua segunda edição neste fim de semana em Chicago e será disputada em Genebra em 2019. A sede da edição de 2020 ainda não está definida.

Ao mesmo tempo, a ATP e a Tennis Austrália já articulam a retomada da antiga Copa do Mundo por equipes. O evento voltará ao calendário em 2020 e irá colocar em quadra 24 países, abrindo a temporada e servindo de preparativo para o Australian Open. A competição ainda oferecerá US$ 15 milhões de premiação e dará pontos para o ranking mundial, algo que foi retirado da Davis alguns anos atrás.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis