Notícias | Dia a dia
'Eu queria ir até o fim no US Open', lamenta Nadal
21/09/2018 às 17h20

Nadal teve uma lesão no joelho direito em NY

Foto: Arquivo

Barcelona (Espanha) - Afastado da temporada asiática por causa de uma lesão no joelho que o obrigou a desistir no meio da partida contra o argentino Juan Martin del Potro, nas semifinais do US Open, o espanhol Rafael Nadal falou um pouco sobre os problemas físicos em evento organizado pelo Banc Sabadell.

“Estou um pouco irritado porque eu gostaria de estar bem fisicamente e queria poder ir até o fim no US Open, mas aquela lesão no joelho apareceu e arruinou tudo. Esta é uma parte importante do ano para mim, mas lesões são coisas que você não planeja”, lamentou o número 1 do mundo, que poderá perder a liderança do ranking durante os torneios na Ásia.

Nadal tem confortável vantagem sobre seus principais perseguidores, mas defende 1.100 pontos nas próximas semanas, referentes ao título no ATP 500 de Pequim e ao vice no Masters 1000 de Xangai. Como o sérvio Novak Djokovic não tem ponto algum a defender até o fim do ano, ele pode superar o espanhol nas próximas semanas.

“Parei por decisão técnica, já fiquei muito tempo parado por lesões. É importante aprender com os erros e saber quando você tem que parar e assim evitar coisas mais sérias. Sou um atleta e o objetivo é ir até o limite em todos os aspectos, mas esse limite do que posso e não posso fazer é separado por uma linha muito fina”, explicou.

“O tênis é um esporte muito difícil planejar com antecedência. Eu começo o ano com uma certa ideia de quantos torneios vou jogar, mas não dá para saber quantas partidas vou disputar. Eu posso jogar um ou seis jogos, isso é o que o esforço e o trabalho diário que faço e minha equipe técnica decidem”, comentou o canhoto de Mallorca.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis