Notícias | Dia a dia
Djokovic espera poder jogar novamente com Federer
25/09/2018 às 10h25

Djokovic aprovou o clima da Laver Cup

Foto: Divulgação

Chicago (EUA) - Depois de ter perdido a primeira edição da Laver Cup, no ano passado, se recuperando de lesão no cotovelo, o sérvio Novak Djokovic fez sua estreia na competição neste ano em Chicago, ajudando na vitória do Time Europa sobre o Time do Resto do Mundo. Terminado o torneio, ele se mostrou muito feliz com a experiência e já pensa em repeti-la.

“Estava querendo muito jogar essa competição. Durante o fim de semana pude conhecer melhor cada integrante de minha equipe e fortalecer a relação que já tínhamos antes”, afirmou o tenista de Belgrado, que elogiou não apenas os companheiros de equipe, mas também a figura do sueco Bjorn Borg, que foi o capitão do seu time.

“Se há um sonho no tênis é este: ter uma lenda como Borg em seu banco e ver todos esses tenistas te apoiando a cada ponto. Além disso, do outro lado estava (John) McEnroe”, observou Djokovic, que se mostrou encantado com a oportunidade de dividir experiências com os colegas de circuito.

O sérvio destacou também a convivência mais próxima com o suíço Roger Federer. “Foi uma grande experiência e fiquei encantado de compartilhar esses momentos com Roger, falando não só de tênis, mas da vida, da família e de futebol. Espero que tenhamos essa oportunidade de jogar juntos novamente”.

Ao comentar sobre a possibilidade de usar o match-tiebreak, implementado na Laver Cup, também no circuito, ‘Nole’ foi conservador e defendeu seguir como está atualmente. “Nos últimos cinco anos implementaram várias novidades no tênis e acho que isso pode perturbar um pouco a tradição que foi construída. Nem toda mudança é boa, acho que depende”, comentou o sérvio.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis