Notícias | Dia a dia
Murray projeta calendário mais enxuto no futuro
26/09/2018 às 10h55

Murray quer jogar menos para vencer mais

Foto: ATP

Shenzhen (China) - Lutando para recuperar seu melhor tênis, o britânico Andy Murray ainda não engrenou depois de sua volta ao circuito. Atual 311 do mundo, ele venceu penas seis partidas na temporada, a última delas na terça-feira, em sua estreia no ATP 250 de Shenzhen. Por causa das exigências do circuito, o ex-número 1 projeta um calendário mais enxuto para o futuro.

“O mais importante é saber quantas partidas você está ganhando, o ideal é ter um calendário mais leve e conseguir vencer muitas partidas”, declarou o escocês em entrevista para o Sky Sport. “Quando você volta de uma lesão de longa duração e vê como caiu notavelmente na classificação e não entra na chave principal dos torneios, é muito difícil para ir pouco a pouco”, acrescentou.

Murray espera conseguir melhores resultados disputando menos eventos, o que acaba compensando no número total de partidas em uma temporada. “Em 2016 eu joguei algo em torno de 15 ou 16 torneios, o que pode não ser muito, mas se você vence bastante acaba somando 80 jogos, o que é bastante significativo”, lembrou.

“Vou administrar minha agenda da melhor maneira possível, como tenho feito nesses últimos meses. Agora estou vencendo jogos e isso é o mais importante. Acredito que no próximo ano reduzirei a quantidade de torneios”, finalizou o britânico, que enfrentará o belga David Goffin nesta quinta-feira às 7h30 (horário de Brasília) pela segunda rodada em Shenzhen.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis