Notícias | Dia a dia
Murray encerra o ano após a derrota em Shenzhen
28/09/2018 às 15h31

Murray desistiu de Pequim e só volta em 2019

Foto: Divulgação

Shenzhen (China) - A derrota desta sexta-feira pelas quartas de final do ATP 250 de Shenzhen foi a última do britânico Andy Murray na atual temporada. Ele ainda iria disputar o ATP 500 de Pequim, na próxima semana, antes de encerrar o seu ano, mas logo após a queda para o espanhol Fernando Verdasco acabou amuniciando que não joga mais em 2018.

O ano do escocês foi marcado por uma lenta recuperação da cirurgia que fez no quadril em janeiro. Foram apenas seis torneios disputados em toda a temporada, somando sete vitórias e cinco derrotas. Sua melhor sequência veio no ATP 500 de Washington, onde anotou três triunfos e foi até as quartas de final, mesma campanha que obteve nesta semana, só que com uma vitória a menos.

Sem grandes resultados em 2018, o britânico ocupa atualmente a modesta 311ª colocação no ranking. Ele voltará ao top 300 na próxima lista depois de passar 10 semanas fora dessa faixa de ranking, devendo ocupar o 259º posto na próxima segunda-feira.

Depois de estrear com vitória nessa semana em Shenzhen, Murray falou que pretende fazer um calendário mais enxuto para as próximas temporadas. “O mais importante é saber quantas partidas você está ganhando, o ideal é ter um calendário mais leve e conseguir vencer muitas partidas”, declarou o escocês em entrevista para o Sky Sport.

“Quando você volta de uma lesão de longa duração e vê como caiu notavelmente na classificação e não entra na chave principal dos torneios, é muito difícil para ir pouco a pouco. Vou administrar minha agenda da melhor maneira possível. Agora estou vencendo jogos e isso é o mais importante. Acredito que no próximo ano reduzirei a quantidade de torneios”, completou.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis