Notícias | Dia a dia
Osaka não consegue esquecer confusão do US Open
03/10/2018 às 09h24

Japonesa ainda não se livrou do trauma

Foto: Arquivo

Pequim (China) - A japonesa Naomi Osaka ainda sente reflexos da grande confusão causada por Serena Williams na final do US Open, em que a tenista de 20 anos conquistou seu primeiro Grand Slam mas se viu no pódio diante de vaias do público ao árbitro até mesmo na cerimônia de premiação.

"Tive sorte que o torneio de Tóquio acontecia logo em seguida, assim pude me concentrar ao máximo e tive menor tempo para pensar em tudo que havia ocorrido. Aquilo me deixou muito agoniada", revelou a tenista de 20 anos em entrevista ao site Sports360. "Gostaria de saber me expressar melhor sobre o que sinto, mas o fato é que as memórias do US Open são um tanto amargas".

Osaka contou que tentou até mesmo esquecer rapidamente de sua conquista espetacular em Nova York. "Um dia depois da final, não queria pensar mais nisso, porque não foi um momento feliz para mim. Só queria seguir adiante. Claro que estou contente por ter vencido um Grand Slam, mas as memórias são ruins e então sinto algo estranho. Queria arrancar isso de mim e Tóquio me ajudou a tirar isso da cabeça naquela semana. Mas ainda incomoda". Ela ficou com o vice em Tóquio.

Osaka parecia um tanto desorientada ao final da partida tão tumultuada pelas reclamações de Serena Williams e afirma que isso se perpetuou durante toda a cerimônia de premiação. "Acho que muita gente não acredita quando disse que não sabia exatamente o que estava acontecendo", revela, incluindo até mesmo suas lágrimas ao subir ao pódio.

A japonesa no entanto quer olhar para a frente. "Não quero ganhar apenas um Slam, tenho muita confiança em mim mesma. É curioso ser agora exemplo para outras jogadoras, ainda mais porque ainda me sinto uma garota". Ela reconhece não ter muitas amigas no circuito: "Sascha Bajin (seu técnico) pede para eu me abrir mais, oorém sou muito tímida. A única com quem me sinto à vontade é Shuai Zhang. Quando vejo que alguém se aproxima, coloco logo os fones de ouvido e acelero o passo".

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis