Notícias | Dia a dia
Lesão no cotovelo faz Goffin encerrar temporada
03/10/2018 às 16h16

Belga pode perder posições, já que defende pontos de Tóquio, Basileia e Finals

Foto: Arquivo

Monte Carlo (Mônaco) - A temporada de David Goffin foi precocemente encerrada nesta quarta-feira. Ainda sofrendo com a lesão no cotovelo direito, que comprometeu seus movimentos na semana passada em Shenzhen e o fez desistir dos torneios de Tóquio e Xangai, o belga decidiu não disputar mais nenhuma competição até o fim do ano.

"Como você sabem, eu precisei desistir de Tóquio e Xangai por lesão no cotovelo direito. Comecei a sentir dor há algumas semanas e ela piorou recentemente", declarou Goffin, por meio de seu perfil no Twitter.

"Tenho mais informações sobre essa lesão, que é um edema ósseo. Preciso de pelo menos mais um mês para me recuperar e fico muito triste em anunciar que precisarei encerrar minha temporada", acrescenta o belga de 27 anos e número 11 do mundo.

"Estou desapontado por não poder competir nas próximas semanas. Peço desculpas a todos os meus fãs e aos diretores dos torneios. Vou mantê-los atualizados sobre meu progresso. Precisarei de descanso e de um tratamento adequado na esperança de começar bem a próxima temporada", complementou o ex-top 10, que venceu 28 jogos na temporada e perdeu 16.

O encerramento precoce na temporada pode acarretar uma perda de posições a Goffin. O belga tem 500 pontos a descontar na próxima segunda-feira, referentes ao título do ATP 500 de Tóquio do ano passado. Ainda em outubro, perderá 180 pontos pela semifinal na Basileia. Já em novembro, Goffin desconta 800 pontos da boa campanha para o vice-campeonato do ATP Finals de 2017.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis