Notícias | Dia a dia
Para agente, é difícil que Federer jogue mais 3 anos
03/10/2018 às 19h42

Suíço terá 38 anos na próxima edição da Laver Cup e chegará aos 40 em 2021

Foto: Arquivo

Chicago (EUA) - Após a realização da segunda edição da Laver Cup em Chicago, o agente Tony Godsick, que gerencia a carreira de Roger Federer, falou sobre os próximos passos da competição. A edição de 2020 será em Genebra, na Suíça, e o principal motivo para a escolha é possibilitar que Federer jogue em casa já aos 38 anos.

"Genebra foi uma opção que foi contemplada, para poder levar Federer à Suíça", disse Godsick, em entrevista ao jornal suíço Blick. "Nós não poderíamos esperar muito mais tempo. A Laver Cup voltará para os Estados Unidos em 2020, então a próxima edição na Europa só seria 2021 e é bastante questionável que Roger continue jogando por mais três anos".

O agente de Federer garante que não há uma definição sobre até quando o suíço irá jogar profissionalmente, mas que sua presença na Laver Cup do ano que vem está confirmada. "Roger me garantiu que vai jogar a Laver Cup em 2019 e ainda não sabe quando vai se aposentar. Nosso objetivo é trazer [Rafael] Nadal de volta e formar um evento All Star".

Godsick viu a segunda edição do evento com saldo positivo. "O estádio estava quase cheio todos os dias. As pessoas estavam felizes em vir e ver as grandes estrelas. Agora temos muito trabalho pela frente para fazer tudo ainda melhor no próximo ano em Genebra".

A respeito das mudanças no formato da Copa Davis, que a partir do ano que vem irá ocupar apenas duas semanas do calendário, em fevereiro e novembro, Godsick criticou a modificação drástica na fórmula de disputa. No entanto, o empresário diz ter entrado em contato com Gerard Piqué, jogador de futebol do Barcelona e fundador do fundo de investimentos Kosmos, para evitar um conflito de datas entre as duas competições.

"Eu não acho que Laver matou a Copa Davis. É um formato que eu gostaria que continuasse no circuito, mesmo que a cada dois anos ou jogada em melhor de três sets. O novo formato para mim não é mais uma Davis Cup, é uma outra coisa. Falei com Pique e ele me disse que a idéia é que nos próximos cinco a dez anos é manter o torneio em novembro. Portanto, a princípio, não haveria conflito de datas com a Laver".

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis