Notícias | Dia a dia
Wild luta por 3h, mas cai nas quartas em Campinas
05/10/2018 às 17h40

Campanha rende 15 pontos no ranking ao paranaense de 18 anos

Foto: João Pires/Fotojump

Campinas (SP) - A melhor campanha de Thiago Wild em um torneio de nível challenger terminou nesta sexta-feira após um duelo de 3h15. O paranaense de 18 anos foi superado nas quartas de final no saibro da Sociedade Hípica, em Campinas, após a derrota por 7/6 (7-3), 6/7 (4-7) e 6/3 para o argentino Facundo Bagnis, 139º do ranking e cabeça 6 do torneio.

Wild aparece nesta semana no 453º lugar do ranking mundial, melhor marca de sua carreira. A campanha até as quartas rende 15 pontos ao paranaense, que não defende resultados nesta semana e deve se aproximar da posição número 400. Dono de dois títulos profissionais de future na carreira, o campeão juvenil do US Open ainda tem 36 pontos a defender este ano.

A partida começou com uma quebra para cada lado. Wild teve dificuldades em seus três primeiros games de serviço e enfrentou seis break points no período. Depois disso, o paranaense passou a colocar mais primeiros serviços em quadra e confirmar seus games com mais tranquilidade, perdendo apenas um ponto nos três games subsequentes. Bagnis evitou quatro oportunidades de quebra quando perdia por 4/3 e foi superior no tiebreak, ao vencer três pontos no saque do adversário.

O segundo set seguiu inteiramente sem quebras e teve apenas um break point, salvo por Wild ainda no quarto game ao combinar um ótimo saque aberto com um um forehand na paralela. O jovem paranense soube impor um jogo agressivo até mesmo quando perdia por 6/5 e estava a dois pontos da derrota. Embalado depois de confirmar o saque e forçar o segundo tiebreak da partida, o jogador da casa mandou nos pontos durante o tiebreak e conseguiu empatar a partida.

Com dois erros não-forçados seguidos, Wild permitiu uma quebra na abertura do terceiro set. Não faltaram chances ao paranaense devolver a quebra de imediato, mas Bagnis confirmou o serviço em game longo depois de salvar três break point. O canhoto argentino ainda voltaria a quebrar para ampliar a vantagem e liderar por 5/1. Ainda que o jovem de 18 anos tenha baixado um pouco o nível e a intensidade no terceiro set, ainda foi possível devolver uma das quebras quando o rival sacava para o jogo, mas Wild voltaria a perder o saque e o jogo na sequência.

Algoz de Wild em Campinas, Bagnis enfrenta na semifinal o chileno de 22 anos e 141º do ranking Christian Garil, que marcou 6/4 e 6/3 contra o uruguaio Martin Cuevas. O tênis brasileiro certamente terá um representante na semifinal, vindo do duelo entre o paulista Thomaz Bellucci e o cearense Thiago Monteiro, que se enfrentam ainda nesta sexta-feira.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis