Notícias | Dia a dia
Medvedev: 'Sempre achei que tinha algum talento'
06/10/2018 às 11h27

Medvedev mantém progresso na temporada

Foto: ATP

Tóquio (Japão) - Sem vivenciar a badalação dos outros chamados Next Gen, o russo Daniil Medvedev não para de evoluir. Finalista em Tóquio neste domingo, o tenista de 22 anos tentará o terceiro troféu da temporada diante do japonês e principal favorito Kei Nishikori.

"Estou muito satisfeito com meu ranking de momento, já que tenho trabalhado duro para estar nessa faixa entre os melhores do mundo", afirma o 32º colocado. "Espero jogar melhor nestas últimas semanas da temporada, mas no geral estou contente com o segundo semestre". No ano passado, Medvedev somou 29 vitórias de primeira linha e nesta temporada já chega a 34.

Medvedev acha que o ponto de virada na sua carreira veio em 2016. "O momento derradeiro foi há dois anos, quando furei o top 100, depois de ter ficado muito tempo na faixa dos 300, me alternando entre futures e challengers. O 300 do mundo não ganha dinheiro, só gasta, e assim foi uma mudança de padrão. Passei a jogar melhor a cada semana".

O russo se considera um tenista sem fraquezes claras: "Tenho um tênis bastante completo, acho que não existem muitos pontos frágeis que alguém possa atacar. O saque tem sido importante e me ajuda nos momentos delicados". Nesta semana, ele bateu nomes como Milos Raonic e Denis Shapovalov.

Nesta semana em Tóquio, ele já quebrou a barreira do top 30 e poderá aparecer no 22º em caso de título. "Sempre sonhei grande porque sabia que tinha algum talento. Quando juvenil, sempre ganhava elogios e acho que só aí eu passei a levar o tênis mais a sério".

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis