Notícias | Dia a dia
Federer oscila mas supera dura estreia em Xangai
10/10/2018 às 11h07

Federer defende o título e o número 2 nesta semana em Xangai

Foto: Divulgação

Xangai (China) - Atual campeão do Masters 1000 de Xangai, o suíço Roger Federer teve um bom teste pela frente logo em sua estreia. Nesta quarta-feira, ele mediu forças com o embalado russo Daniil Medvedev, que conquistara o ATP 500 de Tóquio no último fim de semana, mas que não foi páreo para o cabeça de chave 1 no torneio e caiu com parciais de 6/4, 4/6 e 6/4.

Classificado para as oitavas de final do torneio e precisando ir no mínimo até a final para tentar manter a vice-liderança no ranking, Federer terá agora pela frente, às 7h de quinta-feira (horário de Brasília), o espanhol Roberto Bautista, que teve trabalho com o norte-americano Mackenzie McDonald, saiu perdendo e precisou buscar a virada, fechando o jogo com 3/6, 6/4 e 6/1.

Será a oitava vez que o suíço e o espanhol medirão forças no circuito, a primeira na atual temporada. O tenista da Basileia tem total vantagem no retrospecto, venceu todas as sete partidas anteriores e ainda não sabe o que é perder um set sequer para o espanhol, que inclusive já foi derrotado por Federer em Xangai, também nas oitavas, só que quatro anos atrás.

Aproveitando a velocidade da quadra, Federer tentou encurtar os pontos com várias subidas à rede, vencendo 69% dos pontos nessa situação. O saque afiado também o ajudou bastante nesta primeira vitória no torneio chinês, terminando a partida com 10 aces, nenhuma dupla falta e aproveitamento de 69% nos pontos de serviço.

Federer saiu quebrando o rival e venceu os dois primeiros games da partida, mas acabou vacilando no quarto game e permitiu que Medvedev igualasse o marcador. Depois de perder um break-point no sétimo game, o tenista da Basileia conseguiu outra oportunidade no nono e desta vez não a deixou passar, sacando em seguida para abrir 1 a 0.

O segundo set foi mais equilibrado em com menos chances. O suíço perdeu um break no terceiro game e depois não teve mais chances. Do outro lado, o russo aproveitou a solitária oportunidade que teve, no décimo e último game, para quebrar e empatar o jogo.

Sem conseguir mostrar um tênis firme do começo ao fim, Federer manteve as oscilações no terceiro e decisivo set, mas conseguiu se segurar e conquistou a vitória. O triunfo veio com uma quebra anotada no finalzinho, no nono game, depois dele ter salvado um break-point no segundo game e desperdiçado um no terceiro.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis