Notícias | Dia a dia
Challenger de Piracicaba tem Meligeni e Pucinelli
28/12/2022 às 12h47

Felipe Meligeni será um dos favoritos ao título em Piracicaba.

Foto: ©João Pires/Fotojump

Piracicaba (SP) - Nos últimos três anos, Piracicaba teve o privilégio de receber novamente eventos do calendário mundial de tênis. Em janeiro, as quadras de saibro do Clube Cristóvão Colombo serão palco da primeira edição do Brasil Tennis Challenger, que distribuirá premiação de US$ 80 mil (R$ 423 mil na cotação atual) e pontos para o ranking da ATP.

Abrindo o circuito brasileiro de terra batida em 2023, o ATP Challenger de Piracicaba será disputado entre 16 e 22 de janeiro concomitante ao Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada. A chave abrigará jogadores top 100 e nomes tarimbados que já fizeram história nas quadras do país.

Diretor do evento, Danilo Marcelino analisa que a cidade elevou seu patamar em tradição no cenário internacional e deve ter uma chave fortíssima logo em sua primeira edição.

"Lembro que foi uma conquista muito grande para Piracicaba voltar a receber torneios em 2020. Desde então, a organização, o clube e a prefeitura da cidade só receberam elogios. Agora, receber um ATP Challenger, com premiação de R$ 420 mil, duvido que algum evento de outra modalidade ofereça tanta visibilidade em uma semana. O campeão fatura 80 pontos, o que torna o evento ainda mais atraente para os jogadores. O Brasil não poderia escolher melhor lugar para começar sua série de torneios em 2023 do que em Piracicaba", avalia Marcelino.

A chave em Piracicaba será composta por 32 jogadores. Entre as principais estrelas, destaque para o chileno Alejandro Tabilo, 100º do ranking e que disputou a chave principal de três dos quatro Grand Slam em 2022. O tenista de 25 anos foi vice-campeão do ATP 250 de Córdoba e semifinalista em Santiago, com vitórias expressivas como a sobre o ex-top 10 Diego Schwartzman.

Da Argentina, Camilo Ugo Carabelli, campeão de dois Challengers no saibro na América do Sul na temporada, e Juan Manuel Cerundolo, campeão de ATP e que chegou à terceira rodada do Masters 1000 de Miami, também constam na lista dos principais cabeças de chave em Piracicaba.

Da legião brasileira, Felipe Meligeni Alves e Matheus Pucinelli completam o rol de favoritos e querem iniciar a nova temporada com o pé direito. A dupla pulou as festividades de fim de ano para defender a nação na United Cup, torneio misto entre países sediado na Austrália. Um troféu em casa aproximará ambos de furar pela primeira vez o top 100 do ranking de simples da ATP.

Veja a lista de inscritos do ATP Challenger de Piracicaba:

Alejandro Tabilo (CHI)

Camilo Ugo Carabelli (ARG)

Juan Manuel Cerundolo (ARG)

Felipe Meligeni Alves (BRA)

Renzo Olivo (ARG)

Facundo Diaz Acosta (ARG)

Nicolas Kicker (ARG)

Matheus Pucinelli (BRA)

Genaro Olivieri (ARG)

Tomas Barrios Vera (CHI)

Mariano Navone (ARG)

Andrea Collarini (ARG)

Juan Bautista Torres (ARG)

Hernan Casanova (ARG)

Nicolas Mejia (COL)

Gonzalo Lama (CHI)

Alessandro Giannessi (ITA)

Oriol Roca Batalla (ESP)

Francisco Comesana (ARG)

Juan Ignacio Londero (ARG)

Timo Stodder (GER)

Comentários