Notícias | Dia a dia
Italiano ex-top 30 leva gancho de 10 anos e multa pesada
21/11/2018 às 14h30

Potito Starace não joga no circuito desde 2015

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - O italiano Potito Starace, que está afastado do circuito desde 2015, foi considerado culpado por manipulação de resultados levando uma pena bastante dura. Ele foi punido com uma suspensão de 10 anos e recebeu uma multa de US$ 100 mil.

Auditor independente anticorrupção, o Prof. Richard H. McLaren investigou o caso tendo como base as informações da Unidade de Integridade no Tênis (TIU) e o anúncio aconteceu nesta quarta-feira, depois de uma audiência realizada em Londres nos dias 18 e 19 de setembro.

Starace foi considerado culpado de manipular resultados no ATP 500 de Barcelona, em abril de 2011, facilitando para os apostadores. Aos 37 anos de idade, com o gancho de 10 anos que o italiano levou ele se aposenta definitivamente do circuito.

O italiano ocupava a 43ª colocação no ranking quando protagonizou a partida que lhe rendeu a punição. Na primeira rodada de Barcelona, ele bateu o espanhol Daniel Gimeno no primeiro set, mas depois perdeu o segundo por 6/1 e abandonou no terceiro quando perdia por 2/0.

Profissional desde 2001, Starace nunca venceu um título de ATP, mas fez quatro finais, duas em 2007 (Kitzbuhel e Valencia), uma em 2010 (Umag) e uma em 2011 (Casablanca). Ele chegou a ser 27º do mundo em simples, em 2015. Nas duplas, o conquistou seis taças e chegou a ser o 40º melhor do mundo.

Bracciali também punido - Horas depois de anunciar uma sanção a Starace, a TIU também confirmou também nesta quarta-feira o banimento de Daniele Bracciali. O ex-top 50 está proibido de participar de qualquer competição e foi multado em US$ 250 mil. O caso também é relacionado ao ATP de Barcelona de 2011, mas a pena ao jogador de 40 anos e ainda em atividade no circuito de duplas foram ainda mais duras. 

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis