Notícias | Dia a dia
Zverev alcança feito que Federer não conseguiu
23/11/2018 às 10h55

Londres (Inglaterra) - Principal nome da nova geração, o alemão Alexander Zverev mostrou pelo segundo ano consecutivo que já é uma realidade no circuito. Depois de conquistar cinco títulos em 2017, sendo dois Masters 1000, o tenista de 21 anos levantou mais quatro taças em 2018, uma delas a do ATP Finals, a maior da carreira até então.

De acordo com levantamento do TenisWorldUSA, pelo segundo ano seguido, o germânico terminou a temporada entre os quatro melhores do mundo e com isso alcançou uma marca que nem mesmo o suíço Roger Federer conseguiu. Ele se tornou um dos mais novos a terminar dois anos consecutivos no top 4.

Apenas quatro jogadores mais conseguiram este mesmo feito com menos idade do que Zverev. O primeiro desta lista é o sueco Bjorn Borg (1974-1975), que tinha 19 anos. Outros três nomes de peso fizeram essa dobradinha com 20 anos: o norte-americano John McEnroe (1978-1979), o sueco Mats Wilander (1983-1984) e o espanhol Rafael Nadal (2005-2006).

Com seus 21 anos, Zverev igualou marca de dois ex-número 1 do mundo, o australiano Lleyton Heqitt, que terminou as temporadas de 2001 e 2002 entre os quatro melhores do mundo, e do sérvio Novak Djokovic, que também fez isso nos anos de 2007 e 2008.

Federer só foi terminar uma temporada entre os quatro quando já tinha 22 anos, em 2003. Entretanto, logo em fevereiro 2004 ele já alcançou a ponta do ranking e de lá só foi sair em agosto de 2008. Outro ex-líder da ATP em atividade, o britânico Andy Murray havia completado 22 anos quando fez sua primeira dobradinha de fim de ano no top 4.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis