Notícias | Dia a dia
Hewitt acredita que pressão ajudará De Minaur
28/11/2018 às 14h27

De Minaur fez duas finais de ATP neste ano

Foto: Arquivo

Sydney (Austrália) - Ex-número 1 do mundo, o australiano Lleyton Hewitt vê com bons olhos o surgimento do compatriota Alex de Minaur, que despontou para o circuito nesta temporada. O tenista de apenas 19 anos começou 2018 ocupando a modesta 208ª colocação no ranking e terminou na 31ª posição, a melhor da carreira.

Em entrevista ao The Age, Hewitt aposta que o jovem jogador irá lidar bem com a pressão de se manter na parte de cima do ranking. “Ele certamente terá um desafio e isso o pressionará, especialmente porque provavelmente será um dos cabeças de chave no Australian Open. Com isso, surge a pressão de jogar em casa com um monte de pessoas torcendo por você”, observou

“Acho que será um aspecto que ele vai conseguir superar e que provavelmente pode até ajudá-lo um pouco se souber lidar bem com essa pressão”, acrescentou o veterano australiano, que chegou a jogar duplas com De Minaur neste ano. Eles entraram na chave do ATP 250 do Estoril, venceram uma e acabaram caindo nas quartas de final.

O bom desempenho do promissor tenista lhe rendeu não apenas a medalha John Newcombe de melhor australiano do ano, mas também elogios da lenda do tênis australiano que dá nome à premiação. “Ele tem algo especial, fez um trabalho fantástico neste ano e mostrou que pode almejar o top 10 em breve. Sua mentalidade é muito boa e ele pode jogar bem em qualquer superfície”, disse Newcombe.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis