Notícias | Dia a dia
Irmãos Bryan planejam o retorno e a aposentadoria
03/12/2018 às 11h53

Bob e Mike estarão novamente juntos em 2019

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Dupla mais vitoriosa da história do circuito, os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan tiveram que encarar um raro momento de separação por causa de lesão. O segundo semestre da temporada foi de Mike jogando ao lado do compatriota Jack Sock, mas o retorno da parceria está planejado para o começo de 2019.

“Eu tive um entrosamento mágico com Jack, mas ele sabia todo esse tempo que sua função era para completar o buraco até o retorno Bob", disse Mike em entrevista para o New York Times, na qual ele e o irmão falaram sobre a temporada, o futuro e até a aposentadoria do circuito, revelando que chegaram a pensar em parar em 2017.

“A maneira como estávamos competindo não era muito boa, mas o mais perigoso é que não estávamos nos divertindo. Ficamos prestes a anunciar a nossa retirada após o Australian Open de 2017, eu fiz uma declaração por escrito que leria em uma entrevista coletiva. Entramos na sala e de repente Mike me disse: ' Espere, vamos estendê-lo para o US Open'. Foi um momento muito difícil para nós dois”, contou Bob.

Foi justamente um problema no quadril do gêmeo canhoto que impediu que a parceria desse junta saltos maiores e buscasse o fim do jejum em Grand Slam, que durava desde o US Open de 2014. Após três meses de reabilitação sem solução Bob teve que passar por cirurgia e deixou Mike sozinho. A solução foi buscar Jack Sock para completar a temporada, com quem acabou vencendo Wimbledon e o US Open.

Com a aposentadoria adiada e o retorno marcado para 2019, os irmãos Bryan esperam jogar pelo menos até os Jogos Olímpicos de 2020. “Também é um objetivo em potencial em nossas cabeças. Eu não quero definir um prazo (para parar). Tudo o que sei é que quando sairmos, vamos deixar o circuito juntos. Nós somos uma equipe”, finalizou Mike.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis