Notícias | Dia a dia
Kvitova ganha prêmio de esportividade pela 7ª vez
10/12/2018 às 15h24

Kvitova recebeu este prêmio pelo sexto ano seguido e sétimo na carreira

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - Pela sétima vez em sua carreira profissional e pelo sexto ano seguido, Petra Kvitova recebeu o Prêmio Karen Krantzcke de Esportividade da WTA. A tcheca de 28 anos foi mais uma vez reconhecida pelas próprias jogadoras por seu profissionalismo, respeito às regras do jogo limpo e às adversárias e por sua graciosidade dentro e fora de quadra.

Kvitova ganhou esse prêmio pela primeira vez em 2011 e depois venceu todas as edições entre 2013 e 2018. Quem venceu a edição de 2012 foi a belga Kim Clijsters, que tem outros tem outros sete prêmios de esportividade, sendo quatro entre 2000 e 2003, dois em 2005 e 2006 e mais um em 2009.

"É uma grande honra receber este prêmio pela minha sétima vez", disse Kvitova ao site da WTA. "Este prêmio significa muito para mim, especialmente porque ele é votado pelas minhas colegas e todo ano isso me deixa muito orgulhosa. Eu sempre tento tratar minhas adversárias e meu esporte com grande respeito e isso é uma coisa que eu adoraria passar para as gerações futuras", comenta a atual número 7 do mundo.

O prêmio de esportividade foi instituído em 1978. Além de Kvitova e Clijsters, outras jogadoras de destaque a receber a honraria são as ex-líderes do ranking Ana Ivanovic, Lindsay Davenport, Chris Evert e Evonne Goolagong-Cawley, além da campeã olímpica de 2008 Elena Dementieva.

Mattek-Sands também é reconhecida - Também nesta segunda-feira foi concedido o Prêmio Peachy Kellmeyer por serviços às jogadoras para a norte-americana Bethanie Mattek-Sands, que é reconhecida pela primeira vez aos 33 anos. A honraria é destinada àquelas que se dedicam pelas colegas no esporte, atuando no Conselho das Jogadoras ou em outras iniciativas.

"Estou muito honrada e entusiasmada em receber este prêmio de minhas amigas e colegas do circuito", disse Mattek-Sands. "Eu amo retribuir o esporte, que me deu tanto em minha vida, e estou ansiosa para continuar a causar um impacto positivo, tanto para essas mulheres que estão jogando agora quanto para as futuras meninas da WTA".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis