Notícias | Copa Davis
Novo capitão francês espera contar com Pouille
19/12/2018 às 11h46

Pouille não quer voltar à Davis por não concordar com novo formato

Foto: Arquivo

Paris (França) - Novo capitão da equipe francesa da Copa Davis, Sebastien Grosjean tem como sua primeira missão no cargo convencer Lucas Pouille a voltar ao time. Herói do título do ano passado e peça-chave na equipe finalista em 2018, o jovem jogador de 24 anos declarou que não deve voltar a disputar a Davis por não concordar com as mudanças no formato da competição, que entram em vigor na próxima temporada.

 "Eu conheço Lucas muito bem e sei que ele é apaixonado pela Copa Davis, Pierre [Cherret, diretor técnico da FFT] falou com ele e, obviamente, eu também vou. Vamos tentar convencê-lo a estar conosco novamente, pois é uma peça importante para a França", disse Grosjean, em entrevista ao jornal francês L'Equipe.

Grosjean foi nomeado para o cargo depois que Amélie Mauresmo recusou o posto de capitã da equipe para assumir o treinamento exclusivo do próprio Pouille. "Ser o capitão da Copa Davis é uma posição de prestígio e que sempre me interessou, mas sei que tudo dependia da Federação e dos jogadores, que me encorajaram a aceitar. Essa posição vai além da capitania, mas também o começo da preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020".

O ex-número 4 do mundo falou sobre a tarefa convencer os principais tenistas do país a disputar o novo formato da Davis. Pelo novo regulamento, a França só voltará a atuar já na fase final da competição, que será disputada em Madri entre os dias 18 e 24 de novembro de 2019.

"É necessário criar uma ligação sólida com os jogadores ao longo do ano, com algumas reuniões e muita comunicação com o resto da equipe. Vou vê-los em fevereiro nos torneios de Montpellier e Marselha, e depois viajarei para Miami e para os torneios de Monte Carlo e, obviamente, em Roland Garros. Não há muitas coisas para mudar, já que disputamos duas finais consecutivas na Copa Davis".

"Apesar das mudanças na competição, a equipe francesa da Copa Davis continuará a ser a equipe francesa da Copa Davis. Um novo formato foi votado porque a competição precisava de um pouco de evolução. É uma nova aventura que esperamos que seja satisfatória para nós. Sem dúvida, somos uma das equipes mais fortes", complementou o ex-jogador profissional, atualmente com 40 anos.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series