Notícias | Dia a dia
Djokovic lembra início ruim de ano e risco de parar
22/12/2018 às 15h42

Derrotas em Indian Wells e Miami fizeram o sérvio cogitar a aposentadoria

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Líder do ranking mundial e vencedor de dois títulos de Grand Slam na temporada, Novak Djokovic já declarou mais de uma vez que pensou em parar de jogar no início deste ano. Afinal, o sérvio voltava de lesão e cirurgia no cotovelo e não conseguia bons resultados ou motivação para voltar a atuar em alto nível.

"Eu estava passando por um momento muito ruim, como se estivesse em um lugar bastante escuro", disse Djokovic, em entrevista ao site britânico ShortList, realizada durante o ATP Finals e publicada na última quinta-feira.

"Eu perdi na primeira rodada em dois torneios e eu me perguntava se eu realmente queria continuar jogando tênis, já que isso não me motivava da mesma forma que antes. Senti como se as paredes estivessem se fechando e eu ficasse sufocado. Acho que nunca me senti assim antes", acrescenta o sérvio, ao recordar as eliminações nas estreias de Indian Wells e Miami no mês de março.

Depois de parar no 22º lugar do ranking em junho, Djokovic fez um segundo semestre extremamente vencedor, com títulos de Wimbledon, do US Open e dos Masters 1000 de Cincinnati e Xangai, além dos vice-campeonatos no Masters 1000 de Paris e no ATP Finals. Para o jogador de 31 anos, um dos segredos para sua recuperação está em sua espiritualidade.

"Senti que tinha que me desconectar de tudo. Saí de férias com minha família e, um dia, enquanto eu estava dormindo na praia, senti de repente uma nova onda de energia chegando e me restabeleci. Realmente foi tão simples quanto isso", comenta o sérvio, que retomou em junho as parcerias com o técnico Marjan Vajda e o preparador físico Gebhard Gritsch.

"Sei que algumas pessoas vão pensar em mim apenas como um tenista profissional e que eu não sei nada sobre alimentação, amor, espiritualidade ou ciência, mas tudo isso me atrai. O tênis é meu amor, mas gosto de encorajar as pessoas a agir e não pensar se suas ações serão bem sucedidas aos olhos da sociedade. Você tem o poder em suas mãos".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis