Notícias | Dia a dia
Ex-presidente da CBT sofre primeira condenação
26/12/2018 às 12h28

Jorge Lacerda comandou a CBT entre 2004 e 2016

Foto: Arquivo

São Paulo (SP) - Ex-presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT), Jorge Lacerda foi condenado pela Justiça em processo que investiga desvios de recursos da Lei de Incentivo ao Esporte, segundo informa o blog Olhar Olímpico do UOL.

Responsável por comandar a CBT entre os anos de 2004 e 2016, Jorge Lacerda viu a juíza federal Raecler Baldresca proferir, no dia 11 de dezembro, sentença em primeira instância o condenando a quatro anos de prisão em regime aberto, mas permitindo a substituição da pena por prestação de serviços à comunidade.

Quem também se deu mal foi Dacio Campos, ex-tenista profissional e ex-comentarista do Sportv, que estava envolvido no mesmo caso e recebeu pena similar, podendo revertê-la em serviços à comunidade ou a entidades públicas, além do pagamento de um salário mínimo mensal a uma entidade pública ou privada.

Outro envolvido, Ricardo Pinto Marzola Júnior, proprietário da Brascourt Pisos Esportivos, foi condenado a três anos de reclusão, também com substituição por penas de serviços à comunidade ou a entidades públicas. Os três ainda podem recorrer da sentença.

De acordo com o processo, Dacio e Jorge Lacerda desviaram R$ 440 mil a partir de projeto de Lei de Incentivo ao Esporte, para a realização do Grand Champions Brasil 2011, evento que aconteceu entre os dias 26 e 29 de maio de 2011, em São Paulo. Ricardo Marzola também teria desviado R$ 40 mil, segundo a sentença.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis