Notícias | Dia a dia
Djokovic espera manter boa fase no início de 2019
27/12/2018 às 18h04

Djokovic venceu os dois últimos Grand Slam

Foto: Arquivo

Abu Dhabi (Emirados Árabes) - Principal nome na segunda metade da temporada passada, o sérvio Novak Djokovic não poderia imaginar que seu 2018 seria dividido em dois semestres tão distintos. Depois de sofrer no começo do ano, ele operou o cotovelo em fevereiro e só foi reencontrar seu melhor tênis durante os torneios de grama, dominando o circuito a partir de então.

“Foram 12 meses emocionantes. Exatamente um ano atrás, ainda arrastava a minha lesão no cotovelo, algo que só fui resolver dois meses depois com a cirurgia. Depois disso caí para 22 do mundo e em quatro meses já voltei a ser o número 1”, disse o sérvio ao The National.

“A temporada que passou me ensinou muito sobre mim mesmo como tenista e como pessoa, tive que cavar fundo e procurar dentro de mim todas coisas que pudessem fazer a situação mudar para meu favor. Precisei entender e fazer progressos no meu jogo para chegar onde estou. Espero poder usar a confiança que tenho nos últimos seis meses para o início de 2019”, complementou.

Mesmo depois de passar por uma montanha-russa em 2018, o sérvio se mostra feliz pelo aprendizado que tirou. “Eu não posso reclamar e sou grato por tudo que consegui alcançar”, observou o líder do ranking da ATP, que fará sua estreia no torneio de exibição de Abu Dhabi nesta sexta-feira, não antes das 13h (horário de Brasília), contra o russo Karen Khachanov.

“Eu sempre tive muito sucesso nas edições passadas do Mubadala World Tennis Championship no passado, é uma excelente maneira de começar a temporada. É sempre ótimo ver muitas famílias nas arquibancadas e ser capaz de enfrentar jogadores de alto nível em um ambiente relaxado”, finalizou o tenista de Belgrado.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis