Notícias | Dia a dia
Kvitova: 'Lesões graves já fazem parte do passado'
28/12/2018 às 13h57

Kvitova levantou 5 taças na última temporada

Foto: Arquivo

Praga (República Tcheca) - A tcheca Petra Kvitova mostrou na temporada que passou ter voltado aos melhores tempos depois do susto que sofreu dois anos atrás, quando teve a mão esquerda esfaqueada por um ladrão que invadiu sua casa. A canhota de Bilovec terminou 2018 com cinco títulos e na sétima colocação no ranking mundial.

Em uma avaliação do ano que passou, ela se mostrou muito feliz com o que alcançou. “Foi um ano cheio de boas lembranças. Após aquele grave ferimento na minha mão eu consegui voltar para o top 10 e encontrei muitas coisas positivas no meu jogo. Espero continuar assim em 2019, deixando as lesões sérias no passado”, disse Kvitova para o Sport.cz.

O único ponto negativo em uma temporada na qual obteve 47 vitórias e 17 derrotas, além dos títulos em St. Petersburg, Doha, Madri, Praga e Birmingham, foi o desempenho nos Grand Slam. Ela parou na primeira rodada no Australian Open e em Wimbledon e na terceira rodada em Roland Garros e no US Open.

“Falei com minha equipe e uma das coisas que eu tenho que melhorar para 2019 é meu resultado nos Slam. Mesmo assim, eu não trocaria alcançar as quartas de final em um desses quatro principais torneios por qualquer um dos títulos alcançados no primeiro semestre do ano”, contou a tcheca, que espera balancear melhor o ano para ser regular do princípio ao fim.

“Na temporada passada fiz muitos jogos no primeiro semestre e acabou ficando exausta. Não estava completamente acostumado mental e fisicamente a jogar tanto. Esse foi o principal motivo do meu rendimento nos Slams. Tendo isso em mente, vou jogar menos torneios este ano, para chegar ao final do ano da melhor maneira possível”, finalizou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis