Notícias | Dia a dia
Nishikori comemora atuação e destaca o saque
03/01/2019 às 17h59

Nishikori não conquista um título desde 2016

Foto: Divulgação

Brisbane (Austrália) - Em partida que definiu o campeão do ATP 250 de Brisbane dois anos atrás, o confronto entre o japonês Kei Nishikori e o búlgaro Grigor Dimitrov desta vez serviu para decidir quem iria para a semifinal de 2019 contra o francês Jeremy Chardy. O nipônico levou a melhor em dois apertados sets, com duplo 7/5, e deu o troco no rival, que triunfara no embate anterior.

Se no torneio australiano eles estão agora empatados, no retrospecto geral a vantagem é toda de Nishikori, que soma cinco vitórias em seis jogos. Ele comemorou seu desempenho nesta quinta-feira, destacando principalmente o aproveitamento com o saque.

“Acho que fiz uma grande preparação nas últimas três semanas e que joguei muito bem nas duas últimas partidas. Hoje eu fui bem melhor do que na estreia e espero que siga evoluindo. Além disso, saquei muito bem hoje, acho tive meus melhores games de serviço nos últimos anos”, opinou o japonês, que colocou 80% das primeiras bolas em quadra e venceu 78% dos pontos de serviço.

Segundo mais bem cotado ao título e principal favorito na competição desde a desistência do espanhol Rafael Nadal, o atual número 9 do mundo sabe que não terá moleza na próxima rodada contra Chardy, apesar de ter um histórico favorável, somando seis triunfos e duas derrotas.

“Jeremy é um adversário perigoso, especialmente nessa superfície, pois ele saca muito e tem um potente forehand. A chave será a minha devolução, espero conseguir devolver o máximo possível de bolas. Terei que manter o foco se quiser brigar pelo título aqui nesta semana”, finalizou Nishikori.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis