Notícias | Dia a dia
Moyá explica mudanças feitas no saque de Nadal
09/01/2019 às 14h51

Melbourne (Austrália) - O espanhol Rafael Nadal aproveitou a pré-temporada para aprimorar um dos golpes que será cada vez mais importante no seu jogo nesta fase da carreira: o saque. Buscando ser mais agressivo, o atual número 2 do mundo fez ajustes no serviço para começar 2019 com tudo. Em entrevista ao Punto de Break, os treinadores Carlos Moyá e Francis Roig falaram sobre os ajustes.

“O que procuramos é causar mais danos e que a bola possa viajar ainda mais rápido. Tínhamos a sensação de que a bola estava indo rápido no saque, mas quando ela quicava diminuía um pouco a velocidade. Agora, com este movimento mais fluido, queremos que a bola não perca essa velocidade”, comentou Moyá.

“Tudo se baseia em três pilares. O primeiro é quando começa a execução do swing, levando a mão mais abaixo e fazendo com que suba mais rápido, sem muito deslocamento lateral. O segundo, ao jogar a bola para cima, é manter o corpo mais erguido para não perder o dinamismo. Por último, vem entrar com a perna direita na quadra na hora de aterrissar logo após o saque”, acrescentou Roig.

O segundo serviço também acabou sofrendo algumas alterações durante a pré-temporada. “A parábola que faz a bola em seu segundo serviço também é um pouco diferente. Sai com menos efeito e é mais direta. Talvez implique em um pouco mais de risco, mas vai também surpreender os rivais porque ataca mais agora”, afirmou Roig.

Moyá destacou que o tempo de trabalho maior entre um ano e outro foi fundamental para conseguir fazer as mudanças. “Isso foi algo que veio dele (Nadal). Era algo que víamos há muito tempo, mas não tínhamos conseguido mexer no meio do ano. Até chegamos a tentar, mas não conseguimos dar continuidade e agora foi o período perfeito para isso”.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis