Notícias | Dia a dia | Australian Open
Austrália detém recorde de público entre os Slam
13/01/2019 às 16h59

A arena Rod Laver tem cinco jogos diários em duas sessões separadas

Foto: Arquivo

Melbourne (Austrália) - As constantes inovações extra quadra têm permitido que o Australian Open alcance sucessivos recordes de público e ingressos vendidos nos dois últimos anos. E isso mesmo sem que o país sede tenha tido chance real de conquista de títulos há mais de uma década.

A edição de 2018 bateu três recordes de público que haviam sido alcançados no ano anterior. No total, chegou-se à venda de 743.667 ingressos na soma das rodadas diurnas e noturnas, superando a marca anterior de 728.763.

O Australian Open é assim o Slam de maior público da história, superior até mesmo ao US Open, que é o outro Slam que possui duas sessões diárias separadas nos primeiros 10 dias.

Também foi alcançada a maior venda de entradas ao longo da primeira semana de jogos, com 505.443 espectadores, pouco mais que os 503.382 de 2017. Já o recorde para um único dia foi expressivo: 87.438 no primeiro sábado , bem superior aos 82.909 de 2017.

A guinada radical do Australian Open em termos de prestígio aconteceu com a saída do antigo e apertado complexo de Kooyong, então com quadras de grama, para instalações modernas e de piso sintético do então Flinders Park, hoje batizado de Melbourne Park. Só no primeiro ano dessa mudança, em 1988, quando passou a ter as rodadas noturnas, o público total saltou 90% e atingiu 266.436.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series