Notícias | Dia a dia | Australian Open
Serena terá rival quase 20 anos mais jovem na 3ª fase
17/01/2019 às 15h48

Serena já tinha um título de Slam quando sua próxima adversária nasceu

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia

Melbourne (Austrália) - Garantida na terceira rodada do Australian Open, Serena Williams terá um duelo de gerações em seu próximo compromisso. A veterana de 37 anos e vencedora de 23 títulos de Grand Slam será desafiada pela ucraniana de 18 anos e 57ª do ranking Dayana Yastremska.

A adversária de Serena na próxima rodada nasceu em maio de 2000, quando a norte-americana já era número 8 do mundo e tinha um título de Grand Slam, conquistado no US Open de 1999. Às vésperas do confronto marcado para o próximo sábado, a ex-número 1 do mundo e atual 16ª do ranking falou sobre como será enfrentar uma rival quase 20 anos mais jovem.

"Eu penso: 'Meu Deus, Serena, é sério que você ainda no circuito?'", disse a norte-americana, após a vitória por duplo 6/2 sobre Eugenie Bouchard nesta quinta-feira, pela segunda rodada em Melbourne. "É o trabalho de Patrick (Mouratoglou, seu treinador) me contar mais sobre ela. Eu apenas tenho que entrar em quadra e, obviamente, levá-la a sério. Ela chegou até aqui e está aqui para vencer".

Serena só perdeu seis games no torneio e passou menos de duas horas em quadra. Entretanto, a veteraníssima jogadora não acha que isso seja tão decisivo pensando no ponto de vista físico para as próximas rodadas. "Não acho que isso seja a chave. Eu acho que é mais importante ir ate lá e jogar muito bem, apenas fazendo o melhor que você pode fazer".

Precisando de apenas mais um título de Grand Slam para se igualar a Margaret Court, como a maior vencedora de torneios deste porte em todos os tempos, e vinda de dois vice-campeonatos seguidos, em Wimbledon e no US Open, a ex-número 1 do mundo rechaça a obrigação de vencer.

"Eu faço o meu melhor (sorrindo). Obviamente, eu não posso ganhar todos ou teria uns 80 títulos de Grand Slam. Mas eu faço o meu melhor para ganhar o que posso. Obviamente, se eu não vencer, vou para casa e me preparo para o próximo. Isso é tudo que posso fazer".

Esta é a primeira vez que Serena atua em Melbourne desde o nascimento da filha Alexis Olympia, em setembro de 2017. A norte-americana, aliás, estava grávida quando conquistou seu último título de Grand Slam há dois anos. Na condição de mãe e jogadora, a ex-líder do ranking comenta sobre as mudanças em sua rotina.

"Como hoje eu joguei à noite, então eu não vou ver minha filha na hora do jantar. Nós jantamos todas as noites. É totalmente diferente. Mas eu não estou fazendo nada de especial. Eu só estou fazendo o que eu sinto que todos os pais que trabalham fazem. Eu sou como literalmente todo mundo. Estou fazendo funcionar. Sei que não é fácil, mas é o que eu tenho que fazer, como mãe e como esposa".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series