Notícias | Dia a dia | Australian Open
Aniversariante, Kerber vence fácil em 58 minutos
18/01/2019 às 10h16

Kerber completou 31 anos nesta sexta-feira

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - No dia em que comemora seu 31º aniversário, Angelique Kerber marcou sua terceira e mais tranquila vitória neste Australian Open. Campeã do torneio em 2016 e semifinalista no ano passado, a número 2 do mundo precisou de apenas 58 minutos para derrotar a convidada local de 20 anos Kimberly Birrell, 240ª do ranking, por 6/1 e 6/0.

Kerber chega às oitavas de final sem perder sets e também sem sofrer nenhuma quebra de serviço e com apenas dez games seguidos. A jogadora que fez mais games contra a canhota alemã nesta primeira semana de torneio foi a brasileira Beatriz Haddad Maia, que perdeu por 6/2 e 6/3 na segunda rodada em Melbourne.

A experiente jogadora também tem uma novidade para este começo de temporada e está treinando com o ex-número 5 do mundo Rainer Schuettler, depois de uma temporada com Wim Fissette e um longo período ao lado de Torben Beltz, que foi seu técnico em dois de seus primeiros três títulos de Grand Slam.

Nas oitavas de final, Kerber enfrenta a norte-americana de 25 anos e 35ª colocada Danielle Collins, a quem derrotou no único duelo anterior em Eastbourne. Collins, que nunca havia vencido um jogo de Grand Slam antes deste Australian Open, marcou sua terceira vitória seguida em Melbourne ao superar a francesa Caroline Garcia por 6/3 e 6/2.

Birrell chegou ao Australian Open depois de ter vencido uma seletiva nacional no final de dezembro. A jovem australiana está com o melhor ranking da carreira e chegou a vencer nomes como Daria Kasatkina e Kristina Mladenovic em Brisbane e Sydney antes de bater Paula Badosa e Donna Vekic em Melbourne. Ela deverá se aproximar do top 200.

Ao longo da rápida apresentação nesta sexta-feira, Kerber liderou nos winners por 17 a 10 e cometeu apenas nove erros não-forçados. A canhota alemã cedeu apenas sete pontos em seus games de serviço e não enfrentou break points, além de conquistar cinco quebras diante da anfitriã.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series