Notícias | Dia a dia | Australian Open
'Osaka está melhor que no US Open', diz Navratilova
25/01/2019 às 15h26

Navratilova destacou os 56 winners feitos por Osaka na semi contra Pliskova

Foto: Arquivo

Melbourne (Austrália) - Uma das maiores lendas do tênis feminino, Martina Navratilova traçou um prognóstico para a final do Australian Open, que acontece às 6h30 (de Brasília) deste sábado. A ex-número 1 do mundo e vencedora de 18 títulos de Grand Slam em simples enaltece a recuperação de Petra Kvitova desde seu retorno às quadras, mas acredita que Naomi Osaka está jogando ainda melhor que na conquista do US Open do ano passado.

Kvitova e Osaka se enfrentam pela primeira vez no circuito. A vencedora, além de conquistar um título inédito, sairá de Melbourne na liderança do ranking mundial. Bicampeã de Wimbledon, em 2011 e 2014, a tcheca de 26 anos volta à decisão de um Grand Slam depois de sofrer graves ferimentos por faca na mão esquerda durante um assalto em sua casa no fim de 2016. Já a jovem japonesa de 21 anos tentará repetir um feito da norte-americana Jennifer Capriati, que em 2001 foi a última a vencer seu segundo Grand Slam logo no torneio seguinte ao de sua primeira conquista.

"Para Kvitova estar jogando tão bem depois de tudo o que aconteceu com ela, com todo o trauma físico e emocional desse incidente, é apenas surreal, mas será muito difícil derrotar Naomi Osaka, que tem jogado o melhor tênis de sua carreira enquanto aparentemente melhora seu jogo a cada dia", escreveu Navratilova, em artigo publicado no site da WTA.

"Na minha opinião, o desempenho da Osaka contra Pliskova, com 56 winners, foi melhor do que o tênis que ela jogou para derrotar Serena Williams na final do US Open do ano passado para conquistar seu primeiro Grand Slam. Isso te diz o quão bem ela está jogando", avalia a ex-líder do ranking e tricampeã do Australian Open.

Navratilova também falou sobre a disputa no plano de vista tático. Colocando Osaka como favorita, a ex-número 1 do mundo opina sobre o que Kvitova deve fazer para vencer o jogo. "Para Kvitova derrotar Osaka, ela precisará variar a direção e o ritmo de seus saques. Osaka é uma boa devolvedora, então Kvitova realmente precisa deixá-la com dúvidas. Kvitova também tem que conseguir a primeira bola de efeito nos ralis, o que colocaria Osaka na defensiva, e eu também a aconselharia jogar alguns slices e variações".

Comentários