Notícias | Copa Davis
Brasil e Bélgica iniciam confronto em Uberlândia
01/02/2019 às 08h00

Rogerinho faturou o Challenger de Playford, na Austrália, no início do ano.

Foto: Luiz Cândido/CBT

Uberlândia (MG) – Fazer parte do seleto grupo de 18 equipes que disputarão a primeira edição da Copa Davis no novo formato, com sede única, em novembro, na Caja Mágica, em Madri, na Espanha. É isto o que estará em jogo a partir desta sexta-feira, às 16 horas, no confronto entre Brasil e Bélgica, na quadra de saibro do Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia, Minas Gerais.

Depois de uma intensa semana de treinamentos, a equipe brasileira vem com força máxima para o duelo com os belgas. “Fizemos uma adaptação muito boa, o time todo está perfeitamente ambientado às condições da quadra, que é coberta e à altitude. Está tudo como queríamos, todos se sentindo muito bem jogando, muito bem preparados”, avaliou o capitão João Zwetsch. “Queremos aproveitar novamente a chance de jogar a Copa Davis no Brasil, trazer a vitória para o nosso país e ter a oportunidade de jogar as finais na Espanha”, projetou Zwetsch.

A última vez que o Brasil jogou uma edição da Davis em casa foi em 2016, quando venceu o Equador, em Belo Horizonte. Desta vez, o cearense Thiago Monteiro, 107º do ATP, abre o confronto contra Arthur De Greef, 202º colocado. Na sequência, o paulista Rogério Dutra Silva, 139º, encara Kimmer Coppejans, 195º. No sábado, a dupla de mineiros Bruno Soares, número 7 do mundo de duplas, e Marcelo Melo, 10º do ranking, enfrentam Sander Gille (83º) e Joran Vliegen (86º), a partir das 14h. Na sequência, ocorrem os outros dois confrontos de simples invertidos. O paranaense Thiago Wild é o quinto atleta do Brasil.

Os dois jogadores de simples do Brasil vêm em um ótimo início de temporada, ambos com títulos importantes em Challenger. Rogerinho faturou o Challenger de Playford, na Austrália, logo na primeira semana do ano. Já Monteiro sagrou-se campeão do Challenger 80 de Punta Del Este, no Uruguai, na semana passada.

“Nós dois tivemos um bom começo de temporada, o time todo na verdade. Estou bem preparado, bem adaptado às condições e muito motivado para abrir este confronto. Esta é a minha quinta Copa Davis e eu nunca tinha jogado no Brasil, diante da torcida. Então, estou bem motivado e confiante pelo título no Uruguai”, afirmou Monteiro.

 “Estou muito feliz de voltar a representar o Brasil em uma Copa Davis. Todo mundo sabe que é uma competição muito especial para mim. Eu conheço bem os dois jogadores deles, são atletas consistentes, serão jogos duros, mas estamos bem preparados. Fizemos uma excelente semana de treinamento aqui em Uberlândia, estamos todos muito focados e prontos para esta batalha”, ressaltou Rogerinho, que enfrentou Coppejans em três ocasiões e levou a melhor em duas, todas em 2015.

Os ingressos para o confronto podem ser adquiridos pelo site www.ingressonacional.com.br e na bilheteria do Ginásio Sabiazinho com valores promocionais até o início do evento. Após será cobrado os preços cheios (confira o box) . O complexo possui praça de alimentação com food trucks e abre duas horas antes do evento. Já o acesso ao ginásio se dá uma hora antes do início do primeiro jogo.

Confira os valores para cada lote (ingressos válidos para os 2 dias):  

Anel superior: de R$ 290 por R$ 174 (2º lote – desconto de 40%)
Anel inferior lateral: de R$ 370 por R$ 259 (3º lote – desconto de 30%)
Anel inferior fundo: de R$ 450 por R$ 315 (3º lote – desconto de 30%)

Serviço

O que: Brasil x Bélgica, pelo qualifying da Copa Davis

Onde: Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia-MG

Quando:

Sexta-feira, dia 1, a partir das 16h

Sábado, dia 2, a partir das 14h

Abertura do complexo duas horas antes dos jogos

Acesso ao ginásio uma hora antes dos jogos

Comentários
Faberg
Roland Garros Series