Notícias | Dia a dia
Tchecas receberão o Canadá, Alemãs e letãs duelam
12/02/2019 às 15h22

Depois de conquistar seis títulos em oito anos e disputar dez semifinais seguidas, a equipe tcheca tenta se manter no Grupo Mundial da Fed Cup

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - No mesmo sorteio em que foi definido que o Brasil enfrentará a Eslováquia fora de casa pelos pelos playoffs do Grupo Mundial II da Fed Cup, foram definidos definidos nesta terça-feira os demais confrontos valendo vagas nas duas primeiras divisões da competição entre países. Os playoffs para o Grupo Mundial e para o Grupo II acontecem nos dias 20 e 21 de abril, mesmas datas das semifinais da competição.

Após a surpreendente eliminação em casa, diante da Romênia, pela primeira rodada do Grupo Mundial, a República Tcheca voltará a jogar em seus domínios. As tchecas receberão o Canadá valendo a permanência na divisão de elite da competição. Nos seis encontros anteriores, foram seis vitórias tchecas.

A República Tcheca é o segundo país com maior número de títulos da Fed Cup. São onze conquistas, cinco delas herdadas da antiga Tchecoslováquia. Na presente década, as tchecas têm dominado a competição, com seis títulos nos últimos oito anos, dez semifinais seguidas e vitórias em 20 dos últimos 23 confrontos. Já o Canadá jogou o Grupo Mundial pela última vez em 2015 e tenta voltar à elite.

Maiores vencedores da Fed Cup, com 18 títulos, os Estados Unidos também estarão na disputa dos playoffs. As norte-americanas, campeãs em 2017 e finalistas no ano passado, perderam para a Austrália no último fim de semana e receberão a Suíça em abril. Será o nono encontro entre os dois países, o primeiro desde 1993, e o time norte-americano venceu os oito embates anteriores.

Um dos duelos mais equilibrados dos playoffs deverá enolver Alemanha e Letônia, caso as principais jogadoras dos dois países sejam escladas. Anfitriãs em Riga, as letãs deverão contar com Anastasija Sevastova e Jelena Ostapenko, enquanto as alemãs esperam pela volta de Angelique Kerber e Julia Goerges, que não estiveram em quadra no último fim de semana.

O outro confronto valendo vaga na elite da competição em 2020 terá Bélgica e Espanha. Já pelo Grupo II, além do encontro entre Eslováquia e Brasil, acontecem outros três duelos. A Rússia recebe a Itália, enquanto a Holanda viaja até o Japão, e a Grã-Brtenha joga em casa contra o Cazaquistão. Nas semifinais, a França recebe a Romênia, enquanto a Austrália joga em casa contra Belarus.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis