Notícias | Dia a dia
Osaka diz que saída de técnico não foi por dinheiro
17/02/2019 às 10h13

Osaka espera definir novo técnico até Indian Wells

Foto: Arquivo

Dubai (Emirados Árabes) - A inesperada saída do treinador Sascha Bajin, com quem trabalhava há 12 meses e lhe ajudou na conquista dos dois Grand Slam e da liderança do ranking, não foi motivada por discussões financeiras. A japonesa Naomi Osaka falou pela primeira vez sobre o assunto ao chegar em Dubai, onde é a favorita para o Premier local.

"Me dói quando dizem que a motivação foi o dinheiro", afirmou a líder do ranking. "Na verdade, a situação já estava instável desde o Australian Open e acredito que muita gente percebeu isso", explicou.

Osaka no entanto evitou críticas ao trabalho de Bajin. "Nunca vou dizer nada ruim sobre ele, porque sou realmente grata por tudo que ele fez. A troca aconteceu porque preciso mudar a energia da equipe. Sempre vou colocar minha felicidade pessoal acima do trabalho de quadra. É meu jeito".

Ela espera definir um novo treinador até Indian Wells, onde tem a dura missão de defender o título, e garante que está avaliando opções. "Dubai e os próximos torneios serão muito importantes para mim, mas estou me sentindo muito positiva. Não quero ninguém no meu box trazendo energia negativa".

A francesa Kristina Mladenovic será a primeira adversária de Osaka em Dubai.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis