Notícias | Dia a dia
Wozniacki desiste do terceiro torneio seguido
18/02/2019 às 13h35

Wozniacki disputou apenas dois torneios neste início de temporada

Foto: Arquivo

Dubai (Emirados Árabes) - Pela terceira semana consecutiva, Caroline Wozniacki precisou desistir de uma competição. Depois de não disputar o Zonal Euro-Africano I da Fed Cup e também não disputar o WTA Premier de Doha na semana passada, a dinamarquesa também não estará em quadra durante o Premier de Dubai.

Assim como havia acontecido no torneio disputado no Oriente Médio, Wozniacki novamente justificou a ausência por conta de uma doença viral. A ex-número 1 do mundo estrearia nesta segunda-feira contra a australiana Samantha Stosur, que também desistiu do torneio. Em duelo entre duas lucky-losers, a suíça Stefanie Voegele venceu a eslovena Polona Hercog por 6/3 e 6/2. Voegele enfrenta a compatriota Belinda Bencic na próxima rodada.

"Eu estava me preparando para jogar nessas duas semanas, em que eu normalmente consigo ter bons resultados. São dois torneios em quadras duras, com uma velocidade de piso adequada ao meu jogo. É uma pena", disse Wozniacki, que já foi campeã em Dubai no ano de 2011 e ficou com o vice em 2017.

"Se eu não conseguir jogar em um nível razoável, não há razão para eu entrar em quadra e só disputar um set. Toda vez que eu disputo uma partida, eu acho que eu posso vencer a minha adversária e ganhar o torneio. Mas eu não me sinto assim agora, vou melhorar aos poucos, mas tenho que pensar em um dia de cada vez e ser inteligente", acrescentou a dinamarquesa.

Wozniacki aparece atualmente no 14º lugar do ranking mundial. Ela não tinha resultados a defender em Dubai, mas como o torneio oferece 900 pontos no ranking, a dinamarquesa de 28 anos corre risco de perder ainda mais espaço na próxima atualização da lista.

Diagnosticada com artrite reumatoide em agosto do ano passado, Wozniacki tem reduzido seu calendário de competições e, ainda assim, conseguiu um título expressivo no Premier de Pequim, em outubro. Em 2019, ela disputou apenas dois torneios e fez somente cinco jogos. Ela caiu nas oitavas de final em Auckland e na terceira rodada do Australian Open.

"Não é o começo de ano que eu esperava, mas o mais importante é estar saudável. Eu posso fazer o possível para ter saúde e o tênis vem em segundo lugar. Se eu estiver saudável, eu posso jogar bem. Se eu não estiver, não há o que fazer. Nesse ponto, eu apenas preciso fazer o que for possível para estar onde eu gostaria", complementou a ex-líder do ranking, que deverá voltar ao circuito em Indian Wells.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis