Notícias | Dia a dia
Bencic volta a surpreender e derruba Halep em Dubai
21/02/2019 às 14h36

Bencic não vencia duas seguidas contra top 10 desde 2015, em Tóquio

Foto: Divulgação

Dubai (Emirados Árabes) - Um dia depois de salvar seis match points na partida contra Aryna Sabalenka pelo WTA Premier de Dubai, Belinda Bencic voltou a surpreender e eliminou mais uma favorita. A jovem suíça de 21 anos, ex-top 10 e atual 45ª do colocada, eliminou a vice-líder do ranking Simona Halep ao marcar as parciais de 4/6, 6/4 e 6/2 em 2h17 de partida para se garantir na semifinal da competição.

Esta é a 15ª vitória contra top 10 na carreira de Bencic, sendo a segunda consecutiva. Ela não conseguia tal façanha desde 2015, em Tóquio, quando superou Garbiñe Muguruza e Caroline Wozniacki no caminho para a final do torneio. Além disso, a suíça desempata o histórico diante de Halep, já que agora lidera por 2 a 1.

Vencedora de dois títulos de WTA, nos torneios Premier de Eastbourne e Toronto em 2015, Bencic tenta alcançar sua oitava final na carreira e a primeira na temporada. A jovem suíça  enfrentará na semifinal a ucraniana Elina Svitolina, número 6 do mundo, que venceu a espanhola Carla Suárez Navarro por 6/2 e 6/3 em 1h18.

Pouco depois de ter alcançado o sétimo lugar do ranking em fevereiro de 2016, Bencic sofreu com lesões nas costas e no punho esquerdo no ano passado, chegando a passar por uma cirurgia que a afastou das quadras por cinco meses. A suíça chegou a sair até mesmo do top 300 em meados de 2017, mas voltou ao circuito vencendo quatro torneios menores para terminar aquele ano na 74ª posição. Já em 2018, disputou uma final de WTA em Luxemburgo e recuperou terreno até o 37º lugar.

Embora Halep tenha feito o maior número de winners, 38 contra 26 de Bencic, e liderado a estatística de aces por 8 a 1, dois números chamam atenção a respeito dos altos e baixos da romena. A ex-número 1 do mundo terminou a partida com 13 duplas-faltas, contra apenas quatro da suíça, e cometeu 46 erros não-forçados contra 25 da rival.

Bencic foi a primeira a quebrar, ainda na abertura da partida e teve chance de ampliar a vantagem dois games mais tarde. A oportunidade perdida custou caro à suíça, que teve o serviço quebrado logo na sequência e permitiu o empate a Halep. A romena explorava o segundo saque da adversária, vencendo nove pontos em 14 possíveis durante a parcial e conseguiu duas novas quebras, com Bencic devolvendo apenas uma delas. Ao fim do set, Halep tinha 15 a 9 em winners e havia aproveitado todos os seus três break points.

O segundo set começou com uma troca de quebras e seguia em equilíbrio. Ao contrário do que havia acontecido na parcial anterior, Halep já não era mais tão eficiente nos break points e perdeu chances em dois games de saque distintos da suíça. Para piorar, a romena teve o serviço quebrado com uma dupla-falta quando o placar estava empatado por 4/4. Bencic aproveitou a chance para empatar o jogo sacando muito bem. A diferença no número de winners caiu, com 11 a 7 para Halep. A romena cometeu os mesmos 15 erros da parcial anterior, mas a suíça reduziu sua contagem de 19 para apenas 9.

A situação ficou crítica para Halep depois que Bencic quebrou duas vezes seguidas o saque da romena no começo do terceiro set para abrir 3/0. A vice-líder do ranking chegou a devolver uma das quebras, mas vinha muito instável em seu saque e não venceu nenhum dos nove pontos jogados com seu segundo serviço. Bencic voltou a quebrar e ficou muito próxima da vitória, mas ainda teve que salvar três break points no último game da partida, antes de fechar o jogo na terceira chance que teve.

A rodada de semifinais começa às 10h (de Brasília) com a partida entre a tcheca Petra Kvitova, número 4 do mundo, contra a taiwanesa de 33 anos e 31ª colocada Su-Wei Hsieh. Kvitova lidera o histórico por 3 a 0. Svitolina e Bencic duelam a partir do meio-dia. Será o segundo encontro entre elas, sendo que a suíça levou a melhor no saibro verde de Charleston em 2014.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis