Notícias | Dia a dia
Demoliner e Nielsen caem para favoritos na estreia
26/02/2019 às 20h29

Demoliner e Nielsen encerram série de torneios no saibro sul-americano

Foto: Alexandre Carvalho/DGW
Mário Sérgio Cruz

São Paulo (SP) - O gaúcho Marcelo Demoliner foi eliminado ainda na rodada de estreia da chave de duplas do Brasil Open, torneio ATP 250 disputado no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Demoliner e o dinamarquês Frederik Nielsen caíram diante do uruguaio Pablo Cuevas e do argentino Horacio Zeballos, principais cabeças de chave do torneio, com parciais de 7/5 e 6/4 em 1h19 de partida.

"Ainda estamos nos entrosando, o Nielsen não está tão acostumado a jogar no saibro, então a gente sabia que seria difícil enfrentar dois adversários simplistas que gostam de jogar nessas condições", disse Demoliner após a partida desta terça-feira.

Com o resultado, Demoliner e Nielsen encerram uma série de quatro torneios no saibro sul-americano, com destaque para as campanhas até as quartas de final em Buenos Aires e no Rio Open, além das quedas na primeira fase em Córdoba e São Paulo. "Foi uma gira que a gente sabia que seria complicada".

"Tivemos bons jogos. No Rio Open, a gente tinha a gente de ir longe no torneio, mas não conseguimos agarrar. Mas estamos melhorando nosso nível de duplas e temos um longo caminho nessa temporada", complementa o gaúcho de 30 anos e 58º no ranking de duplas.

Na temporada, Demoliner tem um título no challenger de Canberra, jogando ao lado do francês Hugo Nys. Com Nielsen, o gaúcho também jogou o Australian Open e chegou às oitavas de final do primeiro Grand Slam de 2019. "Primeiro a gente tem que entrosar a nossa dupla. Sabemos que podemos ganhar de qualquer um. Ganhamos do Cuevas e do Marc López na semana passada e sabemos do nosso potencial. Temos jogado bem em alguns jogos, e em outros a gente tem que melhorar um pouco e manter um pouco a constância da dupla para ter resultados mais sólidos".

Algozes de Demoliner e Nielsen, Cuevas e Zeballos terão nas quartas de final um duelo contra os argentinos Federico Delbonis e Maximo Gonzalez, vencedores da edição passada do torneio na capital paulista.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis