Notícias | Dia a dia
Garin, Mayer e Pella são os primeiros nas quartas
27/02/2019 às 19h29

Garin chega às quartas de final em um ATP pela primeira vez

Foto: Marcello Zambrana/DGW

São Paulo (SP) - Representantes de diferentes gerações do tênis sul-americano foram os primeiros a garantir vaga nas quartas de final do Brasil Open. Os experientes argentinos Guido Pella Leonardo Mayer, além do promissor chileno Christian Garin venceram seus jogos nesta quarta-feira e avançaram no ATP 250 disputado nas quadras de saibro do Ginásio do Ibirapuera.

Primeiro a atuar na rodada, Garin venceu um duelo de três tiebreaks e 2h46 contra o espanhol de 21 anos e 61º do ranking Jaume Munar por 7/6 (7-5), 6/7 (4-7) e 7/6 (7-2). Com o resultado, o chileno de 22 anos e 92º do ranking alcança as quartas de final em um ATP pela primeira vez na carreira.

"Joguei muito bem no primeiro set. Acredito que faltou um pouco de decisão no segundo, especialmente nos break points, mas são coisas que acontecem, ainda mais na altitude. A quadra estava bastante rápida. O saque era muito importante e terminei o jogo sacando bem", avaliou Garin após a difícil partida desta quarta-feira.

Campeão juvenil de Roland Garros em 2013 e ex-número 4 no ranking mundial da categoria, Garin só chegou ao top 100 em outubro do ano passado, depois ter iniciado a temporada ainda no 373º lugar. "Creio que cheguei a um ponto de maturidade. Comecei a perceber o quanto gostava de jogar tênis e passei a melhorar no físico, no nível tenístico e no lado mental e creio que isso foi fundamental".

O adversário de Garin nas quartas de final será o veterano Leonardo Mayer. O argentino de 31 anos e 55º do ranking venceu o italiano Lorenzo Sonego por 6/1, 3/6 e 6/3. Mayer e Garin jamais se enfrentaram pelo circuito profissional.

Outro argentino nas quartas é o canhoto Guido Pella, jogador de 28 anos e 48º do ranking, que marcou 6/2 e 6/4 contra o espanhol Roberto Carballes Baena. Pella espera pelo vencedor da partida entre o paranaense Thiago Wild, último brasileiro na disputa em simples, e o argentino Marco Trungelliti.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis